Taboo
Crédito: Mariana Ati
 

A Taboo liberou no YouTube o clipe para o single “Agosto”, que vai integrar o disco de estreia do grupo. O vídeo, filmado no ano passado, apresenta a estética do congado mineiro em uma carta de amor à cultura popular.

Para quem não sabe, o congado é uma celebração afro-religiosa que une dança, música e poesia para mostrar a força do povo. Se não fosse pela pandemia do coronavírus, as celebrações estariam acontecendo neste mês.

“A faixa veio de uma necessidade de voltarmos às nossas raízes e retribuirmos um pouco de tudo que o Norte de Minas nos proporciona. É difícil explicar o sentimento que nós norte-mineiros nutrimos pelas Festas de Agosto, é o nosso orgulho e nossa alegria. Descobrir que iríamos ficar sem ela por um ano foi um baque enorme. Isso tudo tornou ‘Agosto’ ainda mais significativa,” conta o baterista Matheus Leite.

A banda, formada também por Lucas Nobre (vocal e guitarra), Michelle Marques (guitarra) e Max Dias (baixo), liberou recentemente o clipe de “Manhã”, estrelado pela bailarina Erika Noah e que tem a participação do guitarrista Doca Rolim, do Skank.

Esta foi a primeira faixa de trabalho do disco de estreia, que está sendo viabilizado através de uma campanha de financiamento coletivo.

Sombrio da Silva

Sombrio da Siva
foto: Thaís Mallon

O cantor, sanfoneiro, clarinetista, claronista e tecladista brasiliense Sombrio da Silva lançou nas plataformas digitais seu primeiro álbum, Xablaus. O disco é um projeto de música instrumental/experimental com oito faixas que viajam entre diversos estilos e gêneros.

“É apenas a angústia dura e áspera de um jovem de 17 anos que queria fazer harsh noise, pois quaisquer estruturas musicais já lhe pareciam sem sentido,” define o ex-integrante de grupos como Satanique Samba Trio, Joe Silhueta e Cantigas Boleráveis.

Pluma

Pluma
foto: divulgação

A PLUMA divulgou nas plataformas de streaming o lyric video feito para a faixa “Mais Do Que Eu Sei Falar”. O vídeo animado foi dirigido por Rollinos e a canção leva o mesmo nome do EP de estreia do grupo, que deve ser lançado em breve.

“A ideia foi uma sincronia feliz entre o que a banda procurava e os estudos que eu tava fazendo de animação quadro a quadro. Me senti bem livre pra poder criar e mostrar o que estava pesquisando. Tentei fazer loops no ritmo da música para encaixar bem e deixei a cabeça livre para ir desenhando tudo. Acabou ficando menos realista e mais abstrato, algo que piro muito,” afirma o diretor.

A banda é formada por Diego Vargas (teclado/synth), Guilherme Cunha (baixo), Lucas Teixeira (bateria) e Marina Reis (vocal).

Dall

Dall
foto: Fabiana Maia

O trio gaúcho Dall liberou nas plataformas de música o EP Três vidas. O compacto, que mistura rock, reggae, funk, pop e experimentalismo, apresenta três músicas e uma delas, “Sobre Viver”, teve vídeo divulgado no YouTube.

“Acredito que esse projeto como um todo representa a consolidação da Dall como uma banda em seu aspecto coletivo. O grupo começou como um projeto mais de minha autoria e empenho, porém agora ela foi aos poucos sendo abraçada pelos outros integrantes,” opina o guitarrista Rodolfo Deon, que é acompanhado por Neni Hx (guitarra, baixo, teclado, synths, vocal) e Pedro Graeff (bateria, percussão, vocal).

Eles também lançaram uma série de episódios em mini-documentários que mostram os bastidores da gravação do EP.

Valeries

Valeries
Crédito: divulgação

A banda paranaense Valeries liberou no YouTube o clipe para a faixa “Drag Queen”, que faz parte do disco La La La Pop (2020). O vídeo mostra a drag queen Violet Vixen (Leo Noakes), de apenas 12 anos, performando em cima da cama de seu quarto, na cidade de Corby, na Inglaterra.

“A gente já sabia que o primeiro clipe lançado seria da música ‘Drag Queen’. E então começamos um trabalho de pesquisa, para encontrar drags que pudessem protagonizar o vídeo. Nessa pesquisa encontramos a Violet, e logo de cara ficou claro que ela representava toda a mensagem que queríamos transmitir com a música,” revela o vocalista Guilherme Hoewell.

“Nós conversamos com a Lauren, que é mãe dela e trocamos e-mails discutindo os detalhes artísticos e técnicos do vídeo,” completa.