Eric Clapton e Phoebe Bridges
Fotos via Wikimedia Commons
 

Phoebe Bridgers não voltou atrás ao explicar uma letra onde fala mal de Eric Clapton (e foi além).

A cantora, que lançou o ótimo Punisher neste ano, expressou sua antipatia pelo músico, o qual considera “medíocre”. Em “Moon Song”, faixa do novo disco, ela canta: “Nós odiamos ‘Tears In Heaven’ / Mas é triste que seu filho tenha morrido”.

Em nova entrevista (via NME), Bridgers declarou:

Sabe, não acho que eu esteja muito conectada com ele. Eu tenho um discurso retórico sobre Eric Clapton, porque acho que é um músico extremamente medíocre, e ele também é um racista famoso.

Phoebe se refere a um episódio em 1976 quando, durante um show, Clapton expôs seu pensamento pra lá de preconceituoso contra os “negros e árabes” em Londres, declarando que eles “não pertenciam” ao lugar. Seus comentários inspiraram uma campanha chamada Rock Contra o Racismo nos anos seguintes.

A cantora segue:

Às vezes acho que as pessoas são problemáticas demais para serem canceladas ou não são relevantes o suficiente para serem canceladas. Quer dizer, nem seria notícia se ele dissesse algo racista hoje, porque ele fez um discurso racista nos anos 60 ou 70 que ficou muito famoso.

Já ao abordar diretamente a letra de “Moon Song”, Phoebe declara que “mentiu” sobre não gostar de “Tears in Heaven” — a música é, na verdade, a única de Clapton que a cantora consegue suportar.

A letra costumava ser ‘nós odiamos Eric Clapton’. Na verdade, está um pouco pior agora. Porque é a canção sobre o bebê morto, que é uma letra de partir o coração.

Phoebe Bridgers

Vale lembrar que em 2020 a artista lançou um dos melhores discos do ano até agora com Punisher.

LEIA TAMBÉM: Tears In Heaven e a triste tragédia que inspirou o clássico de Eric Clapton

 
 
Compartilhar