10 músicas que falam de tragédias nucleares
Fotos via Wikimedia Commons

Há 75 anos, era utilizada a primeira bomba atômica do mundo quando os Estados Unidos a jogaram na cidade de Hiroshima, no Japão, deixando mais de 70 mil mortos instantaneamente. Tudo isso além dos inúmeros feridos, o que fez com que a ameaça nuclear se tornasse uma realidade muito preocupante.

Pouco tempo depois, um ataque igualmente devastador ocorreu na cidade de Nagasaki e as duas tragédias entraram para a história, sendo lembradas em diversas canções e servindo como uma amostra do que pode acontecer com o mundo se por acaso engajarmos em uma guerra nuclear.

Durante a Guerra Fria, inclusive, o medo de uma situação como essa era genuíno. Foi o que inspirou David Bowie, por exemplo, a escrever a impressionante “Five Years” — “nós temos cinco anos, meu cérebro dói muito / cinco anos, é tudo que temos”, cantava o lendário músico imaginando que era questão de tempo até as tragédias nucleares assolarem o mundo todo.

Além do próprio Bowie, outros grupos de diversos gêneros abordaram o tema e sempre com a mesma perspectiva: a de mostrar através da música o quanto tudo isso é terrível e incentivar que as tragédias do passado sejam as últimas que tenhamos que viver.

Por isso, separamos 10 faixas que vão desde o imaginário pós-apocalíptico do Sepultura com “Beneath the Remains” até a emocionante homenagem dos Secos e Molhados com “Rosa de Hiroshima”. Confira a seguir, em ordem alfabética pelo nome dos artistas!

10Black Sabbath – “Electric Funeral”

9Bob Dylan – “A Hard Rain’s a-Gonna Fall”

8David Bowie – “Five Years”

7INXS – “Guns in the Sky”

6Iron Maiden – “2 Minutes to Midnight”

5Metallica – “Blackened”

4Modern English – “I Melt with You”

3NENA – “99 Luftballons”

2Secos e Molhados – “Rosa de Hiroshima”

1Sepultura – “Beneath the Remains”