Matrix
Divulgação
 

Em um novo vídeo gravado para a Netflix, a diretora Lilly Wachowski finalmente falou sobre a questão de transexualidade que envolve a obra-prima Matrix.

Lilly e sua irmã Lana assumiram a transexualidade publicamente algum tempo após a franquia e, desde então, a perspectiva acerca de muitas cenas dos filmes mudou completamente para alguns fãs.

Como conta a CoS, ela usou a nova conversa para confirmar que essa de fato era a intenção original por trás de tudo e disse:

Eu estou feliz que as pessoas estão falando sobre os filmes de ‘Matrix’ com uma narrativa trans. Eu amo quanto esses filmes são significativos para pessoas trans e a forma com a qual elas vêm até mim e dizem, ‘Esses filmes salvaram a minha vida’. Porque quando você fala de transformação, especialmente no mundo da ficção científica, que é só sobre imaginação e construção de mundo e o que parece impossível se tornando possível, eu acho que é por isso que ele dialoga tanto assim com essas pessoas. Eu fico grata por ser parte de jogar uma corda para ajudá-las nessa jornada.

Ela continua falando que Matrix “era totalmente sobre o desejo por transformação”, afirmando ainda que o recurso de utilizar uma realidade simulada criada por máquinas era uma forma de fazer isso e se manter “no armário”. Lilly ainda afirma que Switch (Belinda McClory) era originalmente “um homem no mundo real e aí uma mulher na Matrix”.

Matrix e transexualidade

Wachowski ainda explica que, nos anos 90, o conceito de assumir a transexualidade era algo muito menos palpável do que é hoje. Por isso, ela afirma que recorreu à “ficção científica e fantasia e jogava Dungeons and Dragons”, já que tudo se resumia em “criar mundos” onde ela poderia ser aceita como era.

Ela continua:

Isso nos deixou livres como diretoras porque fomos capazes de imaginar coisas na época que você não necessariamente via nas telas. Ou até a ideia de como nós podemos existir em quantos gêneros for possível? Uma de nossas coisas que realmente curtimos fazer foi meio que dobrar gêneros, onde você teria coisas que parecem como filmes de kung fu, e tipo anime, e faroestes… E então eu penso que na nossa ‘transzice’ e ‘queerzice’, nós sempre tentamos incorporar o máximo de coisas possível, visualizar dentro de um escopo infinito muito maior da imaginação.

Você pode conferir o vídeo em questão logo abaixo e vale lembrar que Matrix 4 está previsto para ser lançado em 1 de Abril de 2022, já contando com o atraso por conta do Coronavírus. Lilly não participa, mas sua irmã Lana estará comandando Keanu ReevesCarrie-Anne Moss e outros novos nomes.

 
 
Compartilhar