Chegou o dia de ouvirmos uma canção inédita do Led Zeppelin! Bom, mais ou menos.

O canal do YouTube Funk Turkey tem lançado várias “músicas novas” de bandas famosas que são compostas com o uso de Inteligência Artificial, de uma forma que os robôs assimilam todas as letras do grupo e criam uma nova. A versão do AC/DC, por exemplo, ficou sensacional.

A partir disso, o músico Kirt Connor, que comanda o canal, usa seus talentos instrumentais e vocais para gravar e recentemente falamos por aqui de uma “inédita” do Metallica feita pelo cara com o auxílio do robô e que ficou sensacional.

Agora chegou a vez do Led, que acabou vendo sua discografia dar origem à canção intitulada “Mountain Man” — e que vem cheia dos famosos barulhos de Robert Plant. Curta a seguir e veja a tradução da letra! E ah, alguns trechos realmente não fazem muito sentido…

Led Zeppelin – “Mountain Man”

Hey, baby, baby, baby
Oooh! Oooh!

Você sua, vai te fazer você se sentir mal
Mas eu sei qual o caminho pra casa
E, uau, oh, baby
Muitos caras não conseguem manter distância

Vou construir um grande jato
O dique está caindo
Comecei a falar à amiga dela que ela vai ser um bolso cheio
Mas eu não vou falar pra mim

Homem da montanha, deixe os olhos dele!
Eu sei, eu tenho estado babando
Pensando quanto eu fiz o cabelo
Que cresceu tão baixo

Ohhhhh!
Oh, now, oh, now, oh

Bons tempos
Maus tempos
Maus tempos
Maus tempos!

Há uma moça que tem certeza que todos os tempos bons, baby
Eu vou à sua porta dos fundos
Eu tenho realmente faz a vida um bolso cheio do seu cabelo
Oh, yeah, oh

Até que enfim as maçãs da noite sozinhas
Eu faço Rock e gemo
Oh, agora vai!

Homem da montanha, deixe os olhos dele!
Eu sei, eu tenho estado babando
Pensando quanto eu fiz o cabelo
Que cresceu tão baixo

Oh, oh yeah, ohhh, oh yeah
Todos os meus pássaros azuis!

Anões e eu pega você e chora
E seus personagens para os deuses
Todos os seus ‘ents’ e coisas para serem tristes
Através do ringue! Oh, oh

Dique velho do mal
E dias que tecem
Uma solitária, solitária, solitária

Ei, baby, eu estive, não tem como negar
Babe, babe, oh, baby, baby

Homem da montanha, deixe os olhos dele!
Eu sei, eu tenho estado babando
Pensando quanto eu fiz o cabelo
Que cresceu tão baixo

Há uma moça que nunca, nunca, nunca, nunca, nunca, nunca, nunca, nunca, nunca, nunca, nunca, nunca
Vai te amar, que eu não saiba
Eu acho que eu deveria saber, oh!

Babe, babe, baby, baby, baby
Quebrando tudo no dique!

 
Compartilhar