Taylor Swift e Ihsahn
 

Taylor Swift lançou de surpresa o seu novo disco folklore nos últimos dias com a participação de gigantes do indie como Bon IverAaron Dessner (The National), que descreveu ter muito “orgulho” da obra em questão em entrevista onde contou sobre o processo de surgimento da parceria.

Acontece que, em meio a tudo isso, a capa do trabalho tem gerado uma certa polêmica com uma lenda do Black Metal, o músico Ihsahn, mais conhecido por seu trabalho com os pioneiros do Emperor.

O artista David Thiérrée, responsável por algumas das capas do noruguês, compartilhou uma montagem com a arte que estampa folklore e a arte do single Telemark, feita por ele, em uma tentativa de expor as semelhanças entre ambos.

Pelo menos ao que parece, os dois levaram na boa o suposto plágio e mais brincaram com a situação quase esdrúxula do que qualquer outra coisa. Em postagem na sua página pessoal, Ihsahn comentou que “curtiu o design” e citou a publicação original feita por Thiérrée:

Bom, pessoal, eu não sou o único a pensar que o novo visual da Taylor Swift é bem Metal… Até bem próximo de artes que fiz para o Ihsahn. Eu poderia ter feito provavelmente por um preço menor do que ela pagou. [emojis de risos]

Você pode comparar as duas abaixo e decidir se acha que são parecidas o suficiente para configurar plágio.

Taylor Swift e Ihsahn

folklore mostra Taylor indo em uma direção mais próxima à música alternativa do que em seus outros trabalhos, que sempre navegaram entre o Country e o Pop.

Apesar da boa recepção, os fãs da cantora não ficaram satisfeitos com a nota dada pela Pitchfork — considerado o maior veículo em relação a críticas de álbuns atualmente — e chegaram a ameaçar a resenhista responsável.

 
Compartilhar