Joey Armstrong e Lydia Night
Fotos: Modern Drummer / Instagram
   

Joey Armstrong, baterista da banda californiana SWMRS, acaba de ser acusado de abuso sexual por sua ex-namorada, a cantora Lydia Night (The Regrettes).

As acusações contra o músico, que também é filho de Billie Joe Armstrong (Green Day), chegam um dia após sua banda se posicionar contra outros grupos que estão sendo expostos na “cena” e citar apoio às vítimas. Segundo Lydia, esse posicionamento “inacreditavelmente hipócrita” a motivou para fazer a publicação.

Em um longo relato no Instagram, Lydia conta que começou um relacionamento com Armstrong quando tinha 16 anos, e o baterista 22. Segundo ela, Joey sempre a pediu para manter o namoro “em silêncio”, pelo menos até a maioridade da garota. A vocalista ainda escreve que, em diversos momentos, se sentiu pressionada sexualmente pelo parceiro — que sempre se mantinha “no controle” da situação.

Por muito tempo eu achei que isso era simplesmente algo tóxico e sobre o qual não valeria a pena falar a respeito, mas agora eu sei que as coisas pelas quais eu passei foram abuso emocional e coerção sexual de alguém em uma posição de poder.

É importante para mim que Joey e toda a sua banda sejam responsabilizados para entender completamente que apesar de eles se enxergarem como ‘bonzinhos’ estão perpetuando exatamente a cultura tóxica que estão criticando.

No texto, ela explica que era fã da banda e ficou muito empolgada quando recebeu um convite para que eles tocassem juntos: “eu percebi que era a única integrante da banda que Joey seguia, mas na época não dei bola. Ele sabia que eu tinha 16 anos e ele tinha 22.”

Por causa da nossa diferença de idade, Joey me pedia continuamente para manter nosso relacionamento o mais secreto possível, e eu o fiz. Tivemos várias conversas em que ele dizia algo como ‘Eu quero fazer isso no seu ritmo’ e ‘Eu não quero fazer sexo até você ter 18 anos’, mas depois agia de maneiras completamente contraditórias, me pressionando em situações sexuais.

Ao falar sobre sua motivação para expor o caso, Lydia Night revela: “O posicionamento ilusório da banda como ‘feministas conscientes’ não é apenas um gatilho para mim como vítima, mas é uma besteira completa e precisa ser exposta.”

Lydia ainda que, em uma turnê de sua banda com o SWMRS, o relacionamento avançou, mas não de uma forma saudável.

Dois meses antes do meu aniversário de 18 anos, Joey me levou de avião para Nova York para passar alguns dias juntos. Logo antes da viagem, ele me disse que estava lá para ensaiar, então eu só o veria em sua cama, à noite. Em uma dessas noites, ele mudou as ‘regras’ que haviam ditado todo o nosso relacionamento [até então].

Ele agora disse: ‘não vamos nos prender a um prazo exato’. Essa conversa foi realmente reveladora. Sua linha do tempo e a promessa de um relacionamento ‘real’ foram as coisas que me impressionaram, mas quando chegamos mais perto do que ele chamaria de linha de chegada, era evidente que isso foi uma besteira o tempo todo. Eu sabia que tinha acabado e decidi terminar.

Ainda em seu texto, que você confere abaixo na íntegra, Lydia revelou que ainda sofre com os traumas do relacionamento, e que chegou a conversar com Joey sobre isso recentemente — mas que ele não teria se desculpado por seus erros.

Até o momento desta publicação, o baterista não se pronunciou sobre o caso.

Por Stephanie Hahne e Tony Aiex

Lydia Night e Joey Armstrong