Childish Gambino - clipe This Is America
Foto: Reprodução/YouTube
 

O movimento Black Lives Matter ganhou muita força no mundo depois do brutal assassinato de George Floyd, e é claro que, como sempre, a música cumpriu seu papel político e serviu como apoio para muitos daqueles que estão insatisfeitos com as injustiças sociais e o racismo estrutural.

Isso nem precisaria de comprovação, mas o novo relatório semestral da Nielsen (maior autoridade no ramo) explicita quais músicas foram as mais afetadas pela indignação popular ao comparar os dados de streaming entre 22 a 27 de Maio e 28 de Maio a 6 de Junho.

Claro que a grande maioria das canções tratava de assuntos pertinentes ao tema. “Killing in the Name”, o hino do Rage Against the Machine contra o sistema, teve um aumento de 49% em suas reproduções no período; já “Fuck Tha Police”, do N.W.A., também caiu como uma luva para o momento de muita raiva direcionada à polícia e viu um surgimento de 302% em seus streams.

Essas duas, no entanto, estão longe de serem as mais ouvidas — elas tiveram respectivamente 325 mil e 229 mil reproduções. Essa honra ficou com “This Is America”, de Childish Gambino, que atingiu a marca de 646 mil plays.

Curiosamente, a menos ouvida da lista foi a que teve o maior salto: “Hang On in There”, de John Legend & The Roots, angariou 22 mil reproduções e isso representou um aumento de 6217,5%.

Completam a seleção “Middle Child”, de J. Cole; “Alright”, de Kendrick Lamar; “a lot”, de 21 Savage feat. J. Cole; “Keep Ya Head Up”, de Tupac; “Grinding All My Life”, de Nipsey Hussle; “S.O.T.L. (Silence of the Lambs)”, de Ludacris; “Don’t Die”, de Killer Mike e “A Change Is Gonna Come”, de Sam Cooke.

Confira todos os dados na página 10 do relatório, que você acessa por aqui.

Black Lives Matter e a música

Vale sempre lembrar que a comunidade da música foi uma das mais ativas dentro das discussões acerca do tema Black Lives Matter. Nomes como Brett Gurewitz, do Bad Religion, fizeram declarações fortes sobre a necessidade de se posicionar nesse momento, enquanto outros como Tom Morello (e o Black Sabbath) declararam seu apoio de outra forma.

Em tempo, algumas dessas canções da lista já foram assunto aqui no TMDQA!. Há alguns anos, falamos em detalhes sobre o marcante clipe de “This Is America” e, mais recentemente, lançamos um especial sobre “Fuck Tha Police”.

LEIA TAMBÉM: Rage Against the Machine e uma performance inflamada de “Killing in the Name”

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.