Em 2019 a banda brasileira Selvagens à Procura de Lei lançou um novo disco chamado Paraíso Portátil.

Ali, a ideia era mostrar que cada pessoa tem seu universo particular, detalhando processos de aprendizado e descoberta a respeito desses “mundos” de cada um.

Sem saber, o grupo anteciparia algo bastante comum em tempos de pandemia, e antes do isolamento o SAPDL gravou um clipe oficial para a faixa título que retrata tudo isso.

Novo Clipe do Selvagens

O vídeo de “Paraíso Portátil” foi filmado pelo diretor Cléver Cardoso em Austin, no Texas, em um período que ele morou por lá.

Tanto a sensação de isolamento quanto o fato de que conseguimos “viajar” para outros lugares internamente são retratados no clipe que estreia hoje com exclusividade no TMDQA! e nós falamos tanto com a banda quanto com o cineasta a respeito do trabalho.

Ao falar sobre como a temática da canção que escreveu se relaciona com 2020, Gabriel Aragão (guitarra, vocal) revelou:

Quando escrevi ‘Paraíso Portátil’ no final de 2018, o país estava em ebulição. É engraçado como certos temas que a gente compõe, quando lançados, acabam dialogando ainda mais com o momento presente do que na hora da criação. Isso já aconteceu com os Selvagens na época do lançamento de ‘Brasileiro’, em 2013. O clipe de ‘Paraíso Portátil’ foi feito de um jeito bem livre e lúdico, com belas paisagens habitadas por um único personagem. Acho que o vídeo transmite sensações de liberdade, paz e sentido para a vida. Todos podemos experimentar mesmo estando em isolamento social. O conceito do Paraíso Portátil, tanto o disco quanto a música, é justamente o convite para um mergulho para dentro de si.

Já quando imaginou um mundo pós-pandemia, Gabriel confidenciou ao TMDQA!:

‘Paraíso Portátil’ vem de uma frase sobre meditação e autoconhecimento. Todos nós carregamos esse paraíso dentro de nós, esse lugar suave onde a paz é constante. Acredito que essa fase de quarentenas, isolamentos, cuidados extra, permitiu novas compreensões sobre como podemos trabalhar remotamente, sobre a importância da rotina para uma mente saudável. Na minha experiência pessoal de pai recente, jamais poderia ter acompanhado tão de perto o crescimento do meu filho caso estivesse na estrada fazendo show, viajando pra cima e pra baixo, dividindo os cuidados dele com uma creche, por exemplo. Quando todos pudermos sair de casa com mais tranquilidade acho que voltaremos mais fortes e sensíveis uns para com os outros.

Cléver Cardoso falou sobre a ideia para o clipe e revelou como os Selvagens deram completa liberdade para que ele trabalhasse no registro:

A concepção do clipe foi completamente livre. Os Selvagens me deram a música e eu filmei com total liberdade. Estava morando em Austin como pesquisador visitante na University of Texas at Austin e captei as imagens ao longo de 3 ou 4 meses, nos intervalos que eu tinha do trabalho na pesquisa. Austin tem uma história cinematográfica recente, mas bastante rica, poderia citar o Richard Linklater, Terrence Malick, Robert Rodriguez… Então quis homenagear alguns dos cenários da cidade, mas conectando com o conceito da música. Daí surgiu a ideia do personagem sozinho, alternando entre seu estado interior na ‘Enchanted Rock’ e a caminhada solitária pela cidade (pode-se ver o Capitólio, o Longcenter, a Torre da Universidade, o Lady Bird Lake, a Barton Springs Pool, a Austin 360 Bridge). A ideia do clipe era a de provocar uma sensação de solipsismo e interiorização que a música propõe, o que acabou se encaixando coincidentemente no momento de isolamento social da pandemia. Mesmo quando o personagem caminha pela cidade, as ruas estão quase sempre vazias, é somente ele consigo mesmo ali.

Assista logo abaixo!

Ficha Técnica – Clipe

Direção: Cléver Cardoso
Ator: Sean Lochridge
Produção: Granada Filmes
Edição e Finalização: Cléver Cardoso
Filmado em Austin, TX

Ficha Técnica – Single

Letra e Música: Gabriel Aragão

Vocal, violão, guitarra, sintetizador e segunda voz – Gabriel Aragão

Baixo e segunda voz – Caio Evangelista
Bateria e segunda voz – Nicholas Magalhães
Guitarra, slides, sintetizador e segunda voz – Rafael Martins
Percussão e segunda voz – Paul Ralphes
Produzido por Paul Ralphes

Arranjos e direção artística por Selvagens à Procura de Lei e Paul Ralphes
Gravado por Vitor Farias e Gabriel Lucchini no Estúdio Fibra e por Bruno Lima no Estúdio Matilha em abril de 2019, RJ

Assistentes de Estúdio: Kaique Del Giudice e Gustavo Lima

Mixado por Vitor Farias no Studio 1, RJ
Edição por Alex Reis

Masterizado por Carlos Freitas no Classicmaster, SP

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!  
Compartilhar