Digão e Rodolfo (Raimundos)
Fotos: Marta Ayora / YouTube
Ouça a Playlist Climão de Dia dos Namorados!   Ouça o novo álbum do Melim!  

E agora temos uma resposta direto da fonte a respeito da possibilidade de Digão e Rodolfo, vocalista e ex-vocalista do Raimundos, voltarem a tocar juntos.

Isso porque os próprios falaram a respeito em uma participação especial que fizeram no Conversa com Bial, da Rede Globo, que os colocou “juntos” (à distância) para falar sobre um dos processos de reconciliação mais comentados do país nos últimos dias.

Como bem falamos por aqui, Digão realizou uma live onde tocou sucessos do Raimundos e por lá falou sobre a morte de Bessanger, primo de Rodolfo e personagem da música “Puteiro em João Pessoa”.

Quando tocou no assunto, chamou uma participação em vídeo de Rodolfo Abrantes e ele disse que há alguns dias os dois haviam voltado a se falar após 20 anos, colocando fim a uma treta história no rock nacional.

LEIA TAMBÉM: antes das pazes, Rodolfo disse que mudaria a forma como saiu do Raimundos

Digão, Rodolfo e Raimundos: “Melhores Parceiros Musicais”

Quando Pedro Bial perguntou sobre a possibilidade de voltarem a tocar juntos, cada um falou frases bastante fortes e que deixaram claro que isso irá acontecer.

Digão cravou:

Rodolfo, você foi e sempre será o melhor parceiro musical que eu já tive na vida.

Já o ex-vocalista e hoje pastor evangélico disse:

Eu não tenho dúvida que eu e Digão vamos voltar a fazer um som juntos. Porque é inevitável.

Além disso, eles ainda falaram bastante sobre o processo de reconciliação e Digão revelou que foi sua noiva, Viviane, que o fez perceber como ele sempre contava as histórias com Rodolfo de maneira alegre.

Ele ainda entende que com o tempo percebeu que a saída do ex-vocalista de forma abrupta da banda em 2001 acabou sendo um “presente”:

Com o tempo, entendi que foi um presente. Ele me fez aprender a andar com os meus próprios pés, porque eu estava me apoiando muito nele, nos Raimundos.

Já Rodolfo falou sobre como recebeu com gratidão a ligação telefônica do ex-companheiro que deu início a todo o processo:

Depois de ter falado com Digão eu percebi o tamanho do peso que saiu de mim. Se eu conseguia correr com uma mochila de 50 quilos nas costas agora eu vou sair voando, porque essa mochila saiu.

LEIA TAMBÉM: Digão pede ajuda para resolver “mistério” com Rodolfo

 
 
Compartilhar