Anna Cleo
Crédito: Divulgação
 

A trajetória de Anna Cléo é curiosa. A cantora nascida e criada em Itaguaí, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, costumava cantar nos transportes públicos da cidade, até o dia em que foi descoberta, no início do ano, pelo programa Encontro com Fátima Bernardes, da TV Globo.

Nessa caminhada de ascensão, a voz de Anna invadiu as rádios do Rio em Fevereiro com a música “Beijo Bom”, que posteriormente ganhou clipe. Hoje, contratada da agência M Music, que pertence ao empresário Marcelo Valência, a artista se prepara para lançar seu EP de estreia nas plataformas digitais.

O compacto vai sair em parceria com a Fluve, distribuidora da Som Livre, junto com um pocket show registrado no estúdio da gravadora da Globo, já com as faixas do disco.

Além disso, Anna recentemente realizou uma live pela FM O Dia, entrando na onda dos principais artistas do país. Aos 24 anos, ela quer se destacar no cenário nacional e escrever seu nome na história da música brasileira.

Para conhecer mais sobre essa jovem artista, o TMDQA! conversou com Anna Cléo a respeito de projetos, expectativas, fama, quarentena, sonhos e mais. Você confere tudo na entrevista abaixo:

TMDQA!: Você foi descoberta cantando no transporte público do Rio de Janeiro. Como e quando isso aconteceu?

Anna Cléo: Há mais ou menos quatro anos, comecei a fazer artes nos trens, metrôs, ônibus e barcas. Nas barcas, conheci meus atuais empresários que me auxiliaram no meu trabalho e no convite para a televisão.

TMDQA!: Foi assim que você foi convidada a participar do programa Encontro com Fátima Bernardes? Como você encarou essa oportunidade?

Anna Cléo: Eu tenho que agradecer muito a Deus a sincronia com que tudo aconteceu. Pois assim que conheci a MMusic, fui também convidada para participar pela primeira vez do programa Encontro com Fátima. Podendo assim estar ainda mais confiante a cada participação no programa.

TMDQA!: Sua nova música, “Beijo Bom”, chegou nas rádios e a repercussão foi tão positiva que você realizou uma live com a FM O Dia. Qual é o balanço que você faz dessa transmissão ao vivo?

Anna Cléo: Foi extremamente emocionante. Um presente maravilhoso, mesmo diante desta pandemia. Eu acredito que através desta live pude mostrar meu som com.mais qualidade e também alegrar o público maravilhoso da FM O Dia. Foi emocionante e a sensação é de que estamos evoluindo muito.

TMDQA!: Acessando seu Instagram, é possível perceber que você é bem ligada em moda. Você conta com a ajuda de alguém para montar os looks ou é tudo pensado por você mesma? Como isso funciona?

Anna Cléo: A música e a moda são as minhas maiores bases, algo que faz parte do meu natural. Não tenho limitações ao ouvir música, nem ao me vestir. Uma coisa reflete a outra. Tenho que agradecer ao criador mais uma vez por sempre aparecer peças incríveis no meu caminho.

TMDQA!: A fama costuma mudar bastante a vida do artista. Como você lida com ela? Já tem muita coisa diferente na sua rotina?

Anna Cléo: Eu amo… Sou aquariana, nasci em meio ao Carnaval então eu sou sempre a pessoa que ama um agito, risos. Adoro ser reconhecida nas ruas, a música Beijo Bom está ganhando seu espaço na cena e eu estou amando isso. Minha rotina mudou em relação aos cuidados com a voz e estou praticando mais dança, outra paixão.

TMDQA!: Você agora integra o casting da M Music e acabou de lançar seu EP de estreia. Quais são os próximos passos?

Anna Cléo: Estamos colocando nossa personalidade em tudo. Fico feliz de poder compartilhar o registro do que estamos construindo através do meu canal no YouTube.
Para o futuro estou muito confiante que apresentaremos trabalhos de muita qualidade, verdade e amor. Até porque até aqui Deus me ajudou e assim continuará. Acredito em mostrar uma arte diferenciada vindo das ruas e do coração.

TMDQA!: Estamos vivendo esse triste momento de pandemia do coronavírus desde o mês de Março. Como você tem se adaptado à quarentena?

Anna Cléo: Eu estou sofrendo em não poder beijar, abraçar… sou muito de contato, sabe. E não poder exercer diretamente esse convívio é muito ruim. Mas olhando por um lado positivo, eu insisto em dizer que existe, podemos reinventar as formas de nos conectar e mostrar afeto. Para uma artista como eu, me sinto muito feliz de poder mostrar minha arte a todos mesmo assim. E essa experiência me faz valorizar e me dedicar mais aos novos passos.

TMDQA!: Seu som é definido como “pop funk brasileiro”. O que isso quer dizer?

Anna Cléo: O pop é o popular, o funk é no que se transformou o soul principalmente aqui no Brasil. Essa linha que estamos usando para mostrar minha arte para todos de forma que todos se identifiquem. Essa “malandragem” se aprende cantando nas ruas (risos). Aprendi a agradar a todos e não deixar ninguém de fora.

TMDQA!: Quais artistas servem de inspiração para você? Tem algum que gostaria muito de fazer uma parceria?

Anna Cléo: Como eu disse sou eclética, então sempre que falar sobre isso eu vou destacar algum artista diferente principalmente dos anos 90. Então dessa vez eu vou falar sobre a influência de Michael Jackson e grandes artistas que se destacam por suas performances como a Jlo, por exemplo. Então, ultimamente eu estou muito os ícones das performances.

TMDQA!: Como a Anna Cleo se vê daqui a cinco anos? O que você espera para o futuro?

Anna Cléo: Que no futuro eu possa ser uma artista que também pode ajudar outros artistas que, como eu, apresentam sua arte por aí e precisam de mais visibilidade. E também levar nossa arte para outras partes do mundo.