Elza Soares
Crédito: Pedro Loureiro

Para coroar seu aniversário de 90 anos, completados no último dia 23, Elza Soares lançou nas plataformas digitais uma versão bastante moderna do clássico “Juízo Final”.

A canção, que chega aos aplicativos de música através da gravadora Deck, foi composta por Nelson Cavaquinho em 1973 e já foi interpretada por grandes figuras da música, como Clara Nunes e Alcione.

Homenagem e pandemia

Uma das mais importantes artistas do Brasil, a ponto de se tornar enredo neste Carnaval 2020 da escola de samba Mocidade Independente de Padre Miguel, comunidade onde ela nasceu no Rio de Janeiro, a veterana queria entregar algo positivo para o público em meio à pandemia do coronavírus.

“Como estamos atravessando esse período drástico no Brasil e no mundo, eu quis gravar essa música, que fala do momento em que o bem vence o mal. Uma música clara, além de muito bonita. Fizemos um arranjo rock and roll, gostei muito do resultado,” explica a estrela, também conhecida por “cantora do milênio”, como a BBC a classificou em 1999.

Live no final de semana

Nesse sentido, e para tornar nossa quarentena mais agradável, Elza realizará uma live pelo canal no YouTube do SESCSP no próximo sábado (4), a partir das 19h. A transmissão ao vivo, que leva o título “Em Casa com o Sesc”, vai contar com a participação especial de Flávio Renegado.

Em “Juízo Final”, Elza foi acompanhada por uma banda formada por Pupillo (bateria), Fernando Catatau (guitarra), Guilherme Monteiro (guitarra), Sidão Santos (synth bass), Marcus Ribeiro (cello), Bruno Queiroz (programação, efeitos e intervenções sonoras) e Felipe Ventura (violino, viola, cordas).