Billie Eilish em 2019
Foto de Billie Eilish via Shutterstock
 

Mesmo “sem querer”, Billie Eilish parece ter dado uma contribuição extremamente importante e revolucionária à indústria de shows nos EUA — pelo menos para quem quiser ajudar a salvar o meio ambiente.

Como conta a ESPN, a nova arena multiuso que está sendo construída na cidade de Seattle, nos EUA, é a primeira a creditar a cantora pelas iniciativas positivas. Com o propósito de abrigar um novo time da NHL, maior liga de hóquei do mundo, além do time local da WNBA, o espaço irá ser patrocinado pela Amazon.

A empresa, no entanto, escolheu não dar seu nome ao local e preferiu chamá-lo de Climate Pledge Arena — em tradução livre, seria algo como “Arena do Juramento pelo Clima”.

Sobre as iniciativas verdes, o CEO Tim Leiweke contou à publicação que se inspirou em Eilish e na sua exigência de um evento com “zero desperdício” durante toda a sua turnê. Os shows de Billie demandavam que as arenas eliminassem todo o consumo desnecessário de plástico e Leiweke comentou sobre isso:

Eu fiquei tipo, ‘eu não consigo acreditar que ela fez todo um grupo de arenas se juntar e finalmente encarar essa questão’. Eu fiquei tão embasbacado que ela fez isso como parte do acordo. Quando estávamos debatendo isso, eu disse, se ela conseguiu fazer isso por uma noite, não podemos fazer isso em 365 noites?

Além disso, outras ideias vieram dessa inspiração. Para os jogos de hóquei, por exemplo, o gelo utilizado no rinque de patinação será feito com água da chuva captada por um tanque. O CEO diz que ainda se pensa em uma forma para que as pessoas possam trazer água da chuva de suas próprias casas para ajudar no processo.

Billie Eilish

Vale lembrar que Billie Eilish tinha passagem confirmada pelo Brasil em 2020, trazendo para cá um dos shows mais aguardados do ano. Infelizmente, as apresentações foram adiadas devido à pandemia e ainda não há novas datas.

Também é bom lembrar que não é só com o meio ambiente que a cantora se preocupa. Recentemente, ela deu um recado bem direto às pessoas que dizem que “todas as vidas importam” em meio aos movimentos que buscam ressaltar a importância das vidas negras.

Por Felipe Ernani e Tony Aiex

 
Compartilhar