Presidente da Embratur toca sanfona com Bolsonaro
 

O atual presidente da República, Jair Bolsonaro, promove lives frequentes para conversar com a sua base de fãs muito antes da pandemia iniciar.

Mantendo a tradição, ele continua falando a respeito de assuntos do cotidiano, ainda que prefira evitar dar explicações, por exemplo, sobre investigações de crimes sérios que teriam sido cometidos por seus filhos.

Hoje mais cedo, Bolsonaro resolveu após quase 60 mil mortes de brasileiros por conta da COVID-19, homenageá-los, e o fez através de música.

Na verdade quem executou a canção foi Gilson Machado, presidente da Embratur, que deu uma arranhada na sanfona ao tocar e cantar a tradicional “Ave Maria”.

Bolsonaro e Homenagem às Vítimas do Coronavírus

Você pode assistir ao vídeo da homenagem logo abaixo e decidir se ela fez jus ao fato de que o presidente já disparou frases como “não sou coveiro” ao abordar os altos números do país na luta contra o novo vírus.

Vale lembrar que o Brasil é o segundo país em número de mortes em todo o planeta, perdendo apenas para os Estados Unidos de Donald Trump.

Também vale lembrar que Gilson participou de uma live com a Ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves, na última quarta-feira.

Por lá falou (bastante) sobre religião e proferiu a seguinte frase ao abordar a homossexualidade:

Eu não tenho nada contra quem usa seu orifício rugoso infra-lombar para fazer sexo. Mas querer impor a sexualidade a uma grande maioria de cristãos e querer desvirtuar a forma que Jesus Cristo veio à Terra…

Está escrito na Bíblia: Jesus Cristo nasceu, cresceu, foi crucificado e ressuscitou em forma de homem. Maria, sim, essa foi uma grande mulher, que acompanhou todo seu sofrimento.

 
 
Compartilhar