Serj Tankian em protesto sobre genoício na Armênia
Foto via Shutterstock
 

Serj Tankian, vocalista do System Of A Down, voltou a falar sobre política e a pandemia do novo coronavírus.

Além de elogiar líderes de países que servem como exemplo no combate a transmissão da COVID-19, o artista disse que espera que os últimos meses sirvam de lição para as pessoas não elegerem mais “lideranças estúpidas, brutais e opressoras”.

Em entrevista ao artista Vahe Berberian em seu canal no YouTube, o líder do SOAD disse que não sobraram muitos líderes sensatos ao redor do globo terrestre e citou Angela Merkel da Alemanha, Jacinda Ardern da Nova Zelândia e Nikol Pashinyan da Armênia, como bons exemplos.

Há muitos líderes irracionais. Odeio colocar dessa forma, mas se você olhar para os 10 países com mais casos de coronavírus, são vários países com líderes irracionais ou inadequados.

O músico ainda frisa que, apesar dos fatos serem assustadores e afetarem muita gente inocente, definindo o momento atual como uma “horrível tragédia”, já há muita polarização nos Estados Unidos, o que torna o momento muito perigoso para culpar pessoas.

Serj Tankian

Na mesma entrevista, ele também se mostrou preocupado com as mudanças climáticas e com líderes que não dão a devida importância ao assunto.

“Não temos tempo para líderes brutais como o rei da Arábia Saudita ou o presidente da Turquia. Não há mais tempo para lidar com eles e com a questão climática. Eles precisam ir embora”, desabafou, acrescentando ainda que a sociedade baseada em um crescimento econômico ascendente e insustentável como é hoje, precisa mudar.

Não vamos sobreviver a isso com nossa taxa populacional acelerada. Temos que controlar nosso consumo.

Você pode assistir à entrevista completa nos vídeos abaixo:

 
 
Compartilhar