Concerto pós-Coronavírus em Barcelona
Reprodução/YouTube

Em Barcelona, o primeiro concerto pós-Coronavírus no Gran Teatre del Liceu aconteceu nesta segunda-feira (22) de uma maneira bastante peculiar e que chamou a atenção de muita gente.

Concebido pelo artista espanhol Eugenio Ampudia, o espetáculo não teve distanciamento social — mas também não teve humanos na plateia. Cerca de 2300 plantas foram colocadas nos assentos da sala, e Ampudia explica o objetivo disso (via Billboard):

Eu ouvi muito mais pássaros cantando. E as plantas no meu jardim e fora dele estão crescendo mais rápido. E, sem dúvidas, eu pensei que talvez eu poderia agora me relacionar de uma forma muito mais íntima com as pessoas e a natureza.

O artista ainda explica no vídeo abaixo que acredita que as plantas precisam “saber o que está acontecendo em uma língua que elas entendem”. Vale ressaltar que ainda não há comprovação amplamente aceita para a influência do som nestas, mas alguns estudos preliminares trazem resultados interessantes nesse aspecto.

Concerto pós-Coronavírus em Barcelona

O concerto foi ainda transmitido ao vivo para que humanos pudessem assistir à experiência. No final da apresentação que contou com uma performance de “I Crisantemi”, de Giacomo Puccini, os aplausos foram substituídos pelo barulho de folhas ao vento.

As plantas da audiência serão doadas aos profissionais de saúde locais, com o objetivo de reconhecer os esforços destes em meio a uma crise tão grave.

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! METAL

Nu Metal, Metalcore, Heavy Metal, Thrash e muito mais: todo peso das guitarras aparece na Playlist TMDQA! Metal para você ouvir clássicos e conhecer novas bandas agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!