Cao Laru
Crédito: divulgação
 

O grupo franco-brasileiro Čao Laru (pronuncia-se Tchau Larru) lançou nas plataformas digitais, através do selo Pequeno Imprevisto, seu terceiro álbum, Libre. O disco conta com 12 faixas e foi gravado no começo do ano no estúdio Submarino Fantástico, em São Paulo.

Já foram disponibilizados quatro singles que ganharam clipes: “Quero Falar”, “Não Estaremos Sós”, “La Ruta Natural” e “Soleil Grand Matin”.

A banda é formada por músicos que se conheceram em 2015 na França, durante um mestrado em pedagogia musical em Rennes. Integram o coletivo Noubar Sarkissian Jr. (brasileiro | cavaquinho, violão, sanfona, pandeiro e voz), Nicolle Bello (brasileira | voz e percussões), Manuel Tirso (argentino | bateria e percussões), Pedro Destro (brasileiro | baixo elétrico), Joel Rocha (brasileiro | rabeca, violão, guitarra, pife, cavaquinho e percussões) e Léa-Katharina Duez (francesa | voz, flauta, pífano, kayamb e saxofone).

A Čao Laru já passou por mais de 20 países na América Latina e Europa, e também tem no currículo os discos Kombiphonie (2017) e Fronteiras (2019), além de um EP homônimo lançado em 2016.

David Anndrews

O Paiol
foto: reprodução

O músico mineiro David Andrade, de nome artístico David Anndrews, divulgou nas plataformas de música o EP O Paiol. O compacto apresenta três canções gravadas e produzidas em parceria com a namorada do artista, Aurora Monteiro.

O título do trabalho remete ao espaço físico em que foram realizadas as gravações do EP durante a quarentena. As letras versam sobre “se perder e se reencontrar em meio à transitoriedade da vida e de nossas concepções sobre nós mesmos”.

“Combinando elementos do rock alternativo, tento capturar um som que se move e se transforma, que vai e que volta com algo que não tinha antes mas que já estava lá pra ser descoberto,” diz David.

Felipe Neiva

Felipe Neiva
foto: Mari Bley

O cantor, compositor, produtor e multi-instrumentista Felipe Neiva, em parceria com o selo paulistano Cavaca Records, liberou no YouTube o lyric video para a faixa “FORA!”.

A canção remete à atual crise política do Brasil e as imagens exibidas no vídeo mostram diversos protestos ao redor do globo.

“Essa eu escrevi por pura indignação num momento em que o Marcelo Freixo tinha perdido as eleições municipais do Rio de Janeiro pro Eduardo Paes, jogando um enorme balde de água fria em cima de uma esperança enorme de que, finalmente, as coisas estavam mudando pra melhor. Mal sabia eu que aquela era só uma pitadinha de coisas muito piores que estavam por vir,” revela Felipe.

A música faz parte do álbum tanto, que já tinha divulgado o single “Mata Atlântica”.

Kyu

Kyu
foto: divulgação

O cantor Kyu, de apenas 18 anos, lançou nas plataformas de streaming a música “Quando Eu tô Mal me Lembro de Você”.

Com referências do indie pop, o jovem artista já divulgou diversos outros singles na rede, como “Catarina”, “Universo” e “C Tem Tanto de Mim”.

“Desde novo, era conectado com a música. Meu primeiro instrumento foi um violão, bem padrão mesmo. Comecei a estudar teoria musical e produção sem nenhum treino de voz, nem nada do tipo,” conta Kyu sobre seu trabalho independente.

Marília Landi

Marília Landi
foto: Marcella Karmann

A cantora e compositora paulistana Marília Landi lançou nas plataformas digitais o álbum de estreia Barco. O disco é composto por 12 canções que trazem referências desde a bossa nova e o choro, passando pelo maxixe até o jazz americano e o rock.

Os arranjos do trabalho são do pianista cubano Pepe Cisneros e a produção foi feita pela própria Marília junto com Guga Stroeter, com exceção da faixa “Your Heart”, arranjada e produzida pelo pianista Daniel Grajew.