Edi Rock
foto: divulgação
 

O rapper Edi Rock, também integrante do Racionais MC’s, lançou nas plataformas digitais, pela Som Livre, a canção “Vidas Negras”.

A música chega em meio aos protestos inflamados em todo o mundo por causa do assassinato covarde do americano George Floyd pelas mãos de policiais de Minneapolis, no estado de Minnesota, no dia 25 de Maio.

O caso tomou proporções gigantescas e reacendeu o debate sobre o racismo estrutural e as tão necessárias campanhas antirracistas. Nesse sentido, o lançamento é um manifesto para combater o ódio contra a população preta e reforçar a resiliência daqueles que sofrem o preconceito na pele.

A faixa já ganhou um lyric video no YouTube que apresenta uma colagem de ilustrações animadas com imagens de ícones da luta racial, como Marielle Franco e o punho cerrado dos Panteras Negras.

Todos os royalties gerados com o clipe vão ser destinados para Central Única das Favelas (CUFA), a maior organização não governamental no Brasil no atendimento às favelas.

Morte de adolescente negro no RJ

A faixa abre com o áudio de uma matéria jornalística sobre o homicídio do adolescente João Pedro, de 14 anos, morto durante uma operação policial em uma comunidade no Rio de Janeiro em 18 de Maio.

O jovem estava brincando em casa quando foi alvejado pelos policiais. Peritos contabilizaram 72 marcas de tiro na residência. O brutal caso brasileiro aconteceu apenas uma semana antes da morte de Floyd nos Estados Unidos.

“Espero que a música seja instrumento de inspiração, mobilização e ação. A luta é contínua, não se calem. Vidas negras importam,” comenta o rapper, fazendo referência à hashtag que se tornou popular no Instagram.

“Vidas Negras” vai integrar o próximo projeto de Edi, previsto para sair no segundo semestre de 2020. “Comecei a trabalhar no meu novo álbum ‘Origens – Parte 2’ no ano passado e agora vejo que esse é o momento de compartilhar uma parte do que tem sido desenvolvido. Nada mais oportuno, já que o momento de ataques contra o povo negro pede posicionamento e atitude. No meu caso através da música, através do rap,” revela o artista.