Rage Against the Machine, Vidas Nazistas Não Importam
Reprodução/Twitter (@SocialistShinji)
 

“Alguns daqueles que estão no poder / São os mesmos que queimam cruzes”. Com essas frases, o Rage Against the Machine abre o maior hit de sua carreira, o hino do Rock “Killing in the Name”.

Ainda assim, parece que alguns fãs se surpreenderam com o fato de a banda se posicionar politicamente em redes sociais. Em especial, as críticas foram feitas a Tom Morello — o mais vocal nesse aspecto — que respondeu tudo de formas geniais.

Como já te contamos aqui, ele recentemente relembrou o dia em que esfregou o seu diploma de cientista político de Harvard na cara de um fã chato, e agora ele respondeu a um comentário de um Tweet recém-deletado (via Independent) de um usuário chamado Scott Castaneda que disse:

Eu era fã até você mostrar suas opiniões políticas. Música é meu santuário e a última coisa que eu quero ouvir é merda política quando estou ouvindo música. No que depender de mim você e a Pink já eram. Continue falando besteira e estragando sua base de fãs.

Sobre isso, Morello escreveu:

Scott!! Que música minha da qual você era fã que NÃO tinha ‘merdas políticas’? Eu preciso saber para que eu possa deletá-la do catálogo.

Rage Against the Machine e política

É claro que o comentário rendeu um monte de piadas com Scott, o autor da “reclamação”, e com todos os fãs conservadores do Rage Against the Machine que dizem coisas como “sou fã da música, não da letra”.

LEIA TAMBÉM: Em 2000, Zack de la Rocha falava sobre a brutalidade policial em show

Pessoas ressaltaram o nome da banda, que significa “Raiva Contra a Máquina” em português, se perguntando coisas como “contra que máquina você achou que era a raiva, cara?”. E, obviamente, também surgiram diversos memes.

Você pode conferir alguns (via Kerrang!) abaixo!

Conservadores que amam o Rage Against the Machine (imagem diz “Hm, me pergunto para quem será isso?”)

Caras brancos conservadores ouviram o Rage Against the Machine e pensaram que “foda-se você, eu não vou fazer o que você manda” era direcionado a, sei lá, a mãe deles ou algo assim

Se o Rage Against the Machine for cancelado por ser político isso significa que finalmente chegamos ao final da internet?

Caras velhos brancos amam ouvir bandas tipo o Rage Against the Machine por anos e aí ficam putos pra caramba que “a máquina” significa um governo racista e não o novo iPhone que eles não sabem como usar

Ao cara que costumava ser fã do Rage Against the Machine até que o Tom Morello permitiu que suas opiniões políticas fossem expostas, eu te entendo. Eu fiquei arrasado quando vi um tweet do Cookie Monster dizendo que ele gostava de cookies. Eu fiquei tipo “Guarde isso pra você, meu amigo peludo. Eu achei que te conhecia”.