Michael Jordan em 2006
Foto de Michael Jordan via Shutterstock
 

Michael Jordan, o maior jogador de basquete da história, possui hoje uma fortuna estimada em 10 bilhões de reais.

Além de ter levado seis títulos da NBA para casa com o Chicago Bulls, o cara chegou a se aventurar também no beisebol e no cinema. Atualmente, Michael é dono do time de basquete Charlotte Hornets e parceiro da linha exclusiva da Nike, Jordan Brand.

Foi através da marca, inclusive, que o atleta garantiu que fará doações para ajudar a combater o racismo sistêmico.

Michael Jordan e a Jordan Brand irão doar 100 milhões de dólares (o equivalente a cerca de 500 milhões de reais) distribuídos ao longo de 10 anos. O dinheiro será direcionado a organizações dedicadas a garantir igualdade racial, justiça social e melhor acesso à educação.

A ação foi comunicada através do Instagram da linha e do próprio site da Nike.

Michael Jordan e Black Lives Matter

Jordan nunca foi muito de se posicionar a respeito de questões políticas e sociais – o que foi sempre uma controvérsia para vários fãs do astro.

No entanto, o assassinato de George Floyd e todo o movimento Black Lives Matter fez com que Michael não só se pronunciasse, como se predispusesse a fazer esta doação extensa e milionária.

Confira o comunicado da Jordan Brand:

A Jordan Brand somos nós, a Comunidade Preta.

Jordan Brand é mais do que um homem. Ela sempre foi uma família. Nós representamos uma orgulhosa família que superou obstáculos, lutou contra a discriminação em comunidades no mundo todo e que trabalha todos os dias para apagar a mancha do racismo e o dano da injustiça.

A vontade, o trabalho, a excelência que o mundo veio a conhecer é o resultado de uma geração depois da outra derramando seus sonhos dentro das próximas.

É 2020, e nossa família agora inclui qualquer um que aspire nossa forma de vida. Mesmo que várias coisas tenham mudado, o pior continua o mesmo.

Vidas pretas importam. Esta não é uma declaração controversa. Enquanto o racismo impregnado que permite que as instituições do nosso país falhem não seja completamente erradicado, nos manteremos compromissados a proteger e melhorar a vida de pessoas pretas.

Hoje, nós anunciamos que Michael Jordan e Jordan Brand doarão US$100 milhões durante os próximos 10 anos a organizações dedicadas a garantir a igualdade racial, justiça social e melhor acesso à educação.

LEIA TAMBÉM: Paul McCartney conta caso de racismo presenciado pelos Beatles e fala sobre George Floyd