Brian May (Queen)
Foto via Wikimedia Commons
 

Brian May é o melhor guitarrista da história da humanidade — pelo menos segundo a revista Total Guitar.

A publicação colocou o músico do Queen à frente de nomes como Jimi Hendrix, Jimmy Page Eric Clapton, e aos 72 anos May se mostrou “absolutamente sem palavras” sobre a escolha (via Blabbermouth):

Eu estou absolutamente sem palavras. Eu estou estarrecido. Eu tenho que dizer que é completamente inesperado. Obviamente, eu estou profundamente tocado que as pessoas se sintam assim sobre mim. Eu não estou sob qualquer ilusão de que, tecnicamente, eu esteja até mesmo na árvore de grandes guitarristas.

Eu acho que isso me diz que o que eu fiz afetou as pessoas, e isso significa muito para mim. Eu nunca direi que sou um grande guitarrista no sentido de, sabe, ser um virtuoso. Eu acho que só tento tocar com o meu coração e é sobre isso.

É claro que um dos maiores choques foi o britânico estar à frente de Hendrix, e falando sobre isso Brian deixou bem claro que o americano é o seu “número um” e que ele “ainda é algo sobre-humano”. Respondendo à pergunta de como foi ficar à frente dele, May respondeu:

Oh meu deus! Bom, é uma honra. Jimi é, claro, o meu número um. E eu sempre disse isso. Para mim, ele ainda é algo sobre-humano. É como se ele realmente tivesse vindo de um planeta alienígena, e eu nunca vou saber de verdade como ele fez o que ele fez. E toda vez que eu volto ao Hendrix, eu fico empolgado e paralisado, e eu tenho esse sentimento de novo, como se eu fosse desistir de tocar guitarra, porque eu não consigo encarar isso, ou eu vou ter que realmente mergulhar nisso de uma grande forma e tentar e fazer o que está no meu próprio corpo e alma. Eu nunca paro de aprender com o Jimi. Estranhamente, nestes dias eu pouco toco as suas coisas mas meio que já está tudo dentro de mim de toda forma.

E aí, concorda com essa escolha?

Brian May

Vale lembrar que a boa notícia vem em ótima hora para Brian May, que tem passado por alguns problemas complicados com sua saúde.

O guitarrista revelou há alguns dias que sofreu com um “acidente doméstico de jardinagem” que acabou lesionando seus glúteos. Ele chegou até a dizer que a dor ficou tão forte a ponto de paralisar seu cérebro, e ao analisar melhor percebeu que tratava-se de um nervo ciático comprimido que parecia como se alguém estivesse “enfiando uma chave de fenda” em suas costas.

Como se não bastasse, ele revelou ter tido um “pequeno ataque cardíaco” enquanto toda essa situação se dava. Por outro lado, ele agradeceu o apoio dos fãs ao dizer que sentiu como se tivesse “ido ao seu próprio funeral” e se sentiu muito querido por todos.

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.