Aaron Dessner
Foto via Wikimedia Commons

Imagine só você acordar com uma chuva de mensagens ofensivas em seu perfil por algo que você não fez. Foi o que ocorreu com Aaron Dessner, membro da banda The National, que foi confundido com um suposto organizador antifa.

Como te contamos por aqui, até fotos da banda junta foram identificadas como reuniões do movimento por grupos da direita americana e, por isso, Dessner se viu obrigado a se defender em uma publicação nesta terça-feira (2).

Ele escreveu:

Eu sou muito sortudo e grato por acordar toda manhã no interior rural em que moro, olhando para terras de fazenda e essas belas montanhas. Eu estou aqui por três meses já em isolamento com minha esposa e pequenos filhos. Essa manhã eu acordei com a notícia desprazerosa e surpreendente de que eu fui identificado erroneamente por alguns usuários das mídias sociais como alguém que foi visto encorajando vandalismo em Columbus, Ohio — eu não sou a pessoa que alguns sugeriram que eu sou. Nem estive em Ohio desde Junho de 2019. Ainda assim eu apoio COMPLETAMENTE os protestos pacíficos e o ativismo contra o racismo endêmico e a violência motivada pela raça nesse país, que de alguma forma continua geração após geração após geração. Como tantos outros, eu estou esperando uma resolução pacífica e um verdadeiro progresso em relação a essas questões persistentes na nossa sociedade.

Para a surpresa de ninguém, é claro que não se tratava de Dessner e tudo não passou de um surto das redes sociais. Ainda assim, é sempre bom esclarecer! Você pode ver a postagem abaixo, que vem acompanhada de uma bela vista com a qual imaginamos que Aaron acorde quase todos os dias de sua vida.

Aaron Dessner e The National antifa

View this post on Instagram

I'm very fortunate and grateful to wake up every morning in the rural countryside I live in, looking at farmland and these beautiful mountains. I've been here for three months now isolating with my wife and young children. This morning I've woken up to the unpleasant and surprising news that I've been misindentified by some social media users as someone seen encouraging rioting in Columbus, Ohio — I am not the person some are suggesting I am. Nor have I been in Ohio since June 2019. However I do FULLY support peaceful protests and activism against endemic racism and racially motivated violence in this country, which somehow continues generation after generation after generation. Like so many, I'm hoping for peaceful resolution and actual progress addressing these persistent issues in our society.

A post shared by Aaron Dessner (@aarondessner) on

TMDQA! SPOTLIGHT: assine a Newsletter oficial e gratuita do TMDQA! agora mesmo

Lançamentos da semana, Charts, textos exclusivos e muito mais: assine agora mesmo clicando aqui ou inserindo seu e-mail na caixa abaixo.