Michael Jordan em 1999
Foto de Michael Jordan via Shutterstock
 

Se havia alguma dúvida sobre a grandeza de Michael Jordan no cenário esportivo mundial, a série documental Arremesso Final, da Netflix, esclareceu tudo. O homem mais importante do basquete norte-americano nos anos 80 e 90 é protagonista de um dos melhores documentários esportivos já feitos, mas e agora que todos os episódios já foram lançados? O que assistir para não deixar essa lacuna vazia?

Destacamos alguns documentários conceituados para preencher o espaço deixado por Arremesso Final. Tem para todos os gostos: basquete, automobilismo, futebol e até esportes eletrônicos.

E mesmo que você não seja o maior fã dessas modalidades, é muito interessante descobrir detalhes de como funcionam os bastidores, as relações entre as pessoas e o impacto cultural que elas representam.

The Carter Effect (2017)

Começando pelo basquete para manter a mesma vibe de Arremesso Final, The Carter Effect mostra como a trajetória de Vince Carter no Toronto Raptors (1998 a 2004) mudou a mentalidade não apenas do clube, mas a cultura de toda a cidade.

O documentário tem 60 minutos de duração e conta com depoimentos que provam que uma grande estrela pode revolucionar a forma com a qual um país vê o esporte. The Carter Effect está disponível na Netflix.

30 for 30 Once Brothers (2010)

Voltando um pouco no tempo, Once Brothers conta a história da dupla Vlade Divac e Drazen Petrovic, amigos e companheiros de seleção iugoslava de basquete nos anos 80. A produção da ESPN e da NBA Entertainment se aprofunda na forma como uma guerra influencia não apenas na geopolítica, mas também nos relacionamentos entre pessoas e, no caso da Guerra da Iugoslávia, na cultura de todo um continente.

O documentário tem 1h19 e pode ser assistido no Watch ESPN.

Make Us Dream (2018)

Steven Gerrard foi o capitão do Liverpool por anos, se tornou o maior jogador da história do clube, mas Make Us Dream mostra como isso pode ser um grande peso para um atleta profissional de futebol. Apesar de venerado pela torcida dos Reds, Gerrard falhou na missão de conquistar um título inglês e tirar o clube da fila, cometendo um erro capital em um dos momentos mais tristes da sua carreira.

O documentário tem 1h44 e é interessante por fazer o contraponto entre a lealdade e a qualidade indiscutível do jogador com o fardo de não ter conseguido cumprir seu papel de salvador da pátria. Make Us Dream está disponível no Amazon Prime Video.

Kid Poker (2015)

Saindo das quadras e dos campos, Kid Poker conta a história de Daniel Negreanu, canadense que venceu seis braceletes de ouro da World Series of Poker (WSOP). O documentário foi gravado após a indicação de Negreanu ao Hall da Fama do Poker.

Em 2015, os lucros do jogador passavam a casa dos US$ 30 milhões. Kid Poker está disponível na Netflix.

League of Legends: A Origem (2019)

Mesmo quem torce o nariz para os esportes eletrônicos tem que admitir que a indústria dos e-sports é uma das mais bem sucedidas de todos os tempos. Prova disso é a evolução dos torneios de League of Legends e o nível de preparação dos pro players para conseguirem o maior nível de performance.

O documentário conta como se deu a criação do fenômeno global até o Mundial de 2017, que aconteceu no Estádio Nacional de Pequim – aquele, das Olimpíadas de 2008. League of Legends: A Origem está disponível na Netflix.

Quando Éramos Reis (1996)

Um evento histórico merecia um registro histórico. Quando Éramos Reis detalhou tudo o que rolou em volta da grande luta de boxe entre Muhammad Ali e George Foreman, em outubro de 1974, disputada no Zaire. O filme dá atenção especial a Ali e como ele era um símbolo para o continente africano, assolado por guerras e exploração colonialista.

Foram mais de 100 mil espectadores no estádio onde a “Luta do Século” aconteceu e milhões de pessoas assistindo em suas casa. A produção levou, merecidamente, o Oscar de Melhor Documentário em 1997.

Formula 1: Drive to Survive (2019)

Fãs de automobilismo podem pirar com o nível de imersão que Drive to Survive oferece. A série documental é dividida em episódios e passeia pelos bastidores da Fórmula 1, um dos esportes mais luxuosos e tecnológicos do mundo.

Em sua segunda temporada, a série pode ser uma boa pedida especialmente para os fãs brasileiros se reconectarem com a categoria, uma vez que não temos pilotos brazucas em posições de destaque já há algum tempo. Formula 1: Drive to Survive também é uma produção original da Netflix.

E se você ainda não assistiu a Arremesso Final, não perca tempo e já corre atrás porque é uma belíssima produção. Não apenas para os fãs de basquete, mas também para entusiastas de boas obras de audiovisual.