Álbuns como notas fiscais
Reprodução/Instagram

A criatividade realmente nos leva a lugares impressionantes, e Melody Hanyou teve uma ideia que parece absurda de início mas se provou sensacional: ela criou um projeto que reimagina álbuns como notas fiscais — sim, isso mesmo que você leu.

Baseado no modelo tradicional de cupons em locais como os EUA, ela substituiu a logo das lojas/estabelecimentos por títulos de discos e o que costuma ser a lista de itens comprados virou a lista de músicas.

Os preços foram transformados na duração das canções, e naturalmente o subtotal da compra passou a ser a duração total do álbum. Ao final, onde ficam aquelas informações que geralmente ignoramos, está a ficha técnica de cada disco — como gravadora, data de lançamento, produtores e etc., mostrando um verdadeiro cuidado com as artes.

O resultado é realmente incrível e pode muito bem servir de inspiração para quem está na dúvida sobre como fazer a arte de capa de um lançamento, hein? Você pode conferir tudo no Instagram, e abaixo separamos alguns destaques para você!

Álbuns como notas fiscais