Neotribais
Foto: Divulgação
 

Tradição e modernidade é a mistura que caracteriza o Neotribais. Com referências musicais de diversos estados brasileiros, o vocalista Bruno Souri define o estilo do grupo como “industribal”. Além dele, também estão presentes no projeto Gonçalo Santana e Miguel Freitas.

Após lançar a ótimaFluxo Frenético“, a banda lançou recentemente o registro audiovisual para a faixa. Com direção de Ygor de Oliveira e roteiro de Felipe Pauluk, este é o primeiro clipe oficial do Neotribais.

Trazendo uma narrativa futurista, o clipe propõe reflexão sobre os impactos do passado colonial no nosso presente. Tudo isso é intencionado através do uso estratégico de cores e referências culturais.

Confira abaixo o clipe:

 

“Tecnologia e sabedoria ancestral”

Apesar de nos conduzir a um cenário de ficção científica, o mundo ilustrado pelo clipe mostra a potencialização da figura do homem branco em posição de poder. Sobre a obra, Ygor descreve:

No enredo, lideranças de povos historicamente oprimidos organizam-se em movimentos rebeldes, fundindo tecnologia e sabedoria ancestral a fim de recuperarem a posse de um objeto sagrado e extremamente poderoso, extorquido pela classe política dominante anos atrás, a fim de subjugar os povos originais da Terra.

O vídeo conta com a participação da atriz indígena Kay Sara (de Aruanas), Fernando Mácário (“Ensaio Sobre a Cegueira”), Toni Baptiste, Ivan Capúa (“Carandiru”) e Weslei Soares.

“Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência”, alerta o Neotribais.

View this post on Instagram

sє não sє aŦenŦar, sє deixa leva̶r 01.05.2020

A post shared by neotribais (@neotribais) on

 
 
Compartilhar