Los Hermanos no Maracanã
Foto: Reprodução/YouTube
 

O Los Hermanos acaba de divulgar no YouTube um novo documentário chamado Los Fãs, gravado antes e durante a turnê de reunião mais recente da banda, realizada em 2019, mostrando as histórias por trás dos fãs do grupo.

O vídeo mostra depoimentos de pessoas de todo o Brasil contando sobre sua relação, principalmente, com algumas canções escritas por Marcelo Camelo e Rodrigo Amarante.

Um bombeiro do Rio de Janeiro, por exemplo, fala que soube de uma canção do Los Hermanos que possivelmente falava de uma ocorrência que ele atendeu em setembro de 2002. “Logo que saiu o Ventura eu ouvi alguém dizer que ‘Conversa de Botas Batidas’ seria  inspirada nessa situação. Ouvindo a música, eu percebi que muitos elementos realmente se encaixavam,” revelou ele que, a partir daí, começou a frequentar todos os shows que podia do grupo.

Entre tantos outros relatos, há também o de um casal que se conheceu numa comunidade sobre o Los Hermanos no Orkut, os que escolheram músicas deles para tocarem em seus casamentos e os que ficaram noivos durante shows. E ainda os de pessoas que eternizaram versos do grupo em tatuagens e até o de uma fã que deu o nome de “Anna Júlia” à sua filha.

Aparecem no documentário fãs do Rio de Janeiro, Natal, Recife, João Pessoa, Vitória, Belo Horizonte, Curitiba, Manaus, Macaé, Bauru e outros locais.

Los Hermanos

O empresário Felipe Simas, que gerencia a carreira de artistas como Tiago Iorc, Anavitória e Manu Gavassi, também dá seu depoimento e relembra de quando teve que organizar uma apresentação da banda em Curitiba, em 2002, ou então, não os veria no palco, já que a turnê do Bloco Do Eu Sozinho não passaria por lá.

Na verdade, o que eu queria era só assistir a um show porque eu era fã, mas a partir dali eu descobri uma profissão.

Também aparece no filme Caito Mainier, o “Rogerinho do Ingá” do Choque de Cultura, que como já contamos por aqui, tem uma relação de longa data com a banda. Em entrevista a Guilherme Guedes ele fala sobre a experiência de dirigir o clipe de “Fingi Na Hora Rir” e também o documentário Além do Que Se Vê, que registrou o processo de gravação do icônico Ventura, de 2003.

Assista ao vídeo completo abaixo:

 
Compartilhar