Dante Mantovani e Beatles
Ouça nova versão do disco ao vivo do Pink Floyd!  

Dante Mantovani, músico paranaense que causou polêmica há alguns meses, está de volta a um posto importante das artes no governo de Jair Bolsonaro.

Após ser exonerado pela atual Secretária de Cultura, a atriz Regina Duarte, ele volta a ocupar o cargo de Presidente da Funarte, a Fundação Nacional de Artes.

A informação de seu retorno à presidência está no Diário Oficial da União, e vale sempre lembrar que Mantovani havia sido indicado por Roberto Alvim, Secretário que antecedeu Regina e foi exonerado por ter produzido um material repleto de referências ao nazismo para divulgar um projeto de cultura do governo.

Além disso, havia vídeos dele no YouTube (hoje apagados) falando sobre como “o rock ativa a droga, que ativa o sexo, que ativa a indústria do aborto e, por sua vez, acaba ativando uma coisa muito mais pesada que é o satanismo”.

Rock, Beatles, Sexo e mais…

Em um vídeo intitulado “Qual a relação entre os Beatles e Adorno?”, Mantovani traçou um paralelo entre a banda de Liverpool e Theodor W. Adorno, influente filósofo e compositor alemão ligado à chamada “Nova Esquerda” no país.

Usando esse gancho, o mais-uma-vez presidente da Funarte ligou vários ícones da música e o próprio Rock And Roll a movimentos de esquerda, como o comunismo, dizendo por exemplo que Elvis Presley era um “experimento soviético para destruir a juventude, a moral e as famílias”:

Nos anos 50 apareceu um tal de Elvis Presley que fazia todo mundo cantar, sacolejar, balançar o quadril, né. Todo mundo ama esses caras. Começam a ser introduzidos certos comportamentos… o Elvis Presley morreu de overdose, né.

Regina Duarte

Por fim, há vários boatos de que Bolsonaro gostaria de tirar Regina Duarte do seu governo.

Ela está no cargo de Secretária da Cultura há apenas dois meses e vem sendo criticada tanto por apoiadores do atual presidente da república quanto oposicionistas, principalmente por sua omissão em relação a ícones que faleceram recentemente e sequer foram citados por canais oficiais do governo federal.

LEIA TAMBÉM: Indignado, baixista do Angra revela “vergonha” após banda ser citada por presidente da Funarte