The Clash no Carnival do Rock Against Racism
 

30 de Abril de 1978 foi uma data importante para a banda britânica The Clash e para a luta contra o racismo.

Foi nessa data que o movimento “Rock Against Racism” se uniu à Anti-Nazi League (Liga Anti-Nazistas) para realizar um evento como forma de mostrar que lutaria contra o crescente neonazismo na Inglaterra.

Ônibus de todo país se dirigiram até Londres levando manifestantes que caminharam por cerca de 10 quilômetros entre a Trafalgar Square e o East End e depois assistiram a um show gigantesco no Victoria Park.

 

The Clash e um Show Histórico

View this post on Instagram

Há exatos 42 anos, em 30 de Abril de 1978, o movimento Rock Against Racism, que lutava contra o racismo na Inglaterra, realizou o primeiro de seus "Carnivals" para reagir contra a crescente onda de neonazistas que estava tomando conta do país.⁠⠀ ⁠⠀ Com ônibus se dirigindo de todo o país até Londres para levar manifestantes, milhares de pessoas caminharam por cerca de 10 quilômetros desde a Trafalgar Square até o East End e um show gigantesco foi realizado no Victoria Park.⁠⠀ ⁠⠀ A principal atração do dia foi a banda punk The Clash, que tocou para um mar de gente, com estimativas que vão desde 50 mil pessoas ate 100 mil, e ela foi acompanhada de nomes como Steel Pulse, X-Ray Spex, Jimmy Pursey (Sham 69), Tom Robinson Band e Patrik Fitzgerald.⁠⠀ ⁠⠀ O set teve 11 músicas incluindo clássicos como "London's Burning", "Tommy Gun", "Capital Radio" e "White Riot", com participação de Jimmy Pursey.⁠⠀ ⁠⠀ No YouTube é possível encontrar vídeos desse show de 1978 em altíssima qualidade. É só correr pro Link da Bio!⁠⠀ ⁠⠀ #TheClash #RockAgainstRacism #CarnivalAgainstRacism #Punk #PunkRock #70s #80s #Anos70 #PunkRockers #JoeStrummer #PaulSimonon #MickJones #Punkers #LondonsBurning #WhiteRiot #StopRacism #TMDQA #TMDQAEmCasa

A post shared by Tenho Mais Discos Que Amigos! (@tmdqa) on

A atração principal do dia era o The Clash de Joe Strummer, Mick Jones, Paul Simonon e Topper Headon, e a apresentação foi pra lá de quente.

O grupo tocou 11 músicas incluindo clássicos como “London’s Burning”, “Tommy Gun” e “White Riot”, que contou com a participação especial de Jimmy Pursey, do Sham 69, e encerrou as atividades.

Além do Clash, também estiveram por lá artistas e grupos como Steel Pulse, X-Ray Spex, Tom Robinson Band, Patrik Fitzgerald e Misty In Roots.

Logo abaixo você pode assistir a um vídeo em alta qualidade do show, cujo público foi estimado entre números como 50 e 100 mil pessoas, bem como ver o setlist do The Clash.

  1. Complete Control
  2. London’s Burning
  3. Clash City Rockers
  4. Tommy Gun
  5. (White Man) In Hammersmith Palais
  6. Last Gang in Town
  7. Police and Thieves (Junior Murvin cover)
  8. English Civil War
  9. Guns on the Roof
  10. Capital Radio
  11. White Riot (com Jimmy Pursey)