Céu e Elza Soares
   

No dia 23 de Abril de 1897, nascia Alfredo da Rocha Vianna Filho, mais conhecido como Pixinguinha. Sua carreira ajudou a consolidar o choro como um gênero musical definitivo, além de ter presenteado a música brasileira com várias canções incríveis. Como forma de homenagem, o celebrado compositor carioca ganhou o Dia do Choro, celebrado nacionalmente na data de seu aniversário.

É de sua autoria, por sinal, uma das canções mais emblemáticas do gênero: “Carinhoso“. Composta por Pixinguinha entre 1916 e 1917, a música logo ganhou uma letra escrita por João de Barro e uma interpretação de sucesso na voz de Orlando Silva em 1937.

A canção envelheceu muito bem, e isso está registrado nas mais diversas versões gravadas ao longo dos anos. Ela também marca presença na série Todas as Mulheres do Mundo, atualmente no catálogo da GloboPlay. Nove versões diferentes da música, através da releitura das mais diversas artistas, aparecerão ao longo dos doze episódios disponíveis.

Dentre as intérpretes estão Marisa Monte, Ana Cañas, Elis Regina, Agnes Nunes, Maria Bethânia e Alcione. Duas versões também presentes na série já ganharam espaço nas plataformas digitais, nas vozes de Céu e Elza Soares.

 

Versão de Céu

Céu divulgou sua versão de “Carinhoso” nas plataformas digitais na última quinta (23). É o primeiro single solo da cantora desde o ano passado, quando lançou o disco APKÁ!.

Com uma interessante mistura entre piano, metais e uma levada que remete ao reggae, a versão imprime a personalidade musical da cantora ao clássico. A capa, por sinal, chama atenção por refletir bastante o momento de isolamento social ao qual estamos submetidos.

Confira abaixo:

 

Versão de Elza Soares

Se tem uma coisa que Elza nos provou é que ela é capaz de uma sua voz para reinventar um clássico! Após lançar as marcantes covers de “Comportamento Geral” (Gonzaguinha) e “Não Recomendado” (Caio Prado), Elza se aventurou nessa nova versão de “Carinhoso”.

A releitura, produzida por Rafael Ramos e dotada de um suingue até então inédito dentre as demais versões, traz um tempero jazz que surgiu a pedido da própria cantora. A estética explorada ajudou a alinhar um clássico aos tempos modernos.

Esta versão também faz parte da trilha sonora da série Todas as Mulheres do Mundo, atualmente no catálogo da Globoplay. Sobre a cover, Elza Soares conta:

Essa é uma canção que Pixinguinha e João de Barro fizeram com imenso carinho. Uma música e uma melodia que são um escândalo. Canto ‘Carinhoso‘ do jeito que eu gosto, do jeito que a sinto. E foi assim que busquei reinterpretá-la.

Confira abaixo a versão: