Brandon Flowers com o The Killers
Foto de Brandon Flowers via Shutterstock
 

Brandon Flowers, vocalista do The Killers, é um dos fãs mais famosos do The Smiths. O cara já chegou até a tocar com Johnny Marr, quando este se juntou à banda para uma cover de “This Charming Man” no Glastonbury de 2019, mas recentemente gerou polêmica ao dizer que ainda considera Morrissey um “rei”.

O ex-vocalista dos Smiths vem sendo cada vez mais vocal com suas opiniões anti-imprensa e a favor de partidos relacionados à extrema-direita no Reino Unido. Por isso, mesmo considerando o cara como realeza, Flowers ressaltou em uma nova entrevista que “é difícil” separar a arte do artista nesse caso.

Em papo com o The Times (via SPIN), o cantor de sucessos como “Mr. Brightside” disse:

É difícil separar isso [as opiniões políticas] dele, e eu não estou saindo por aí tocando as músicas na frente dos meus filhos. Se ‘What She Said’ começasse a tocar na rádio com meus filhos por perto, eu não mudaria. Ainda é uma música incrível, e eu não sou tão sério assim, a ponto de mudar de estação. Eu não concordo com ele, mas eu não vou queimar os meus CDs do The Smiths ou qualquer coisa assim.

Ainda assim, Brandon ressaltou que não se arrepende da performance conjunta com Marr — afinal, ele diz que “Marr não deve ser responsabilizado por causa do Morrissey”. Relembre logo abaixo.

Brandon Flowers e Morrissey

Vale lembrar que ambos os músicos têm material novo recém-lançado. Enquanto prepara o terreno para seu próximo disco Imploding the Mirage, previsto para Maio, o The Killers já divulgou o single “Caution” e participou do mega evento Together at Home no último sábado (18).

Já Morrissey lançou em Março o disco I Am Not a Dog on a Chain, um de seus melhores trabalhos em muitos anos. Confira nossa resenha por aqui.

LEIA TAMBÉM: Together At Home – assista aos vídeos de The Killers e Jack Johnson