Foto via Consequence of Sound
 

Disney+ tem investido em levar vários clássicos para a sala de casa dos que têm acesso à plataforma, mas não sem antes fazer algumas “adequações” às suas próprias regras.

Foi o que aconteceu com o filme Splash – Uma Sereia em Minha Vida. O longa de 1984, estrelado por Tom Hanks Daryl Hannah, é uma comédia romântica dirigida por Ron Howard e definitivamente não é algo que muitos esperariam que fosse censurado. Mas foi, e de uma forma totalmente bizarra.

Em uma das primeiras cenas com a personagem de Hannah, a película original exibe a atriz nua e de costas para a câmera. A Disney julgou esse take inapropriado, e portanto recorreu às imagens geradas por computador (CGI) para “consertar” — ou censurar — a filmagem.

A ideia foi aumentar o comprimento do cabelo da mulher, mas a execução não ficou tão boa e o resultado é bem esquisito. Como você pode ver no Tweet abaixo (via CoS), parece uma cena que veio diretamente do recém-lançado (e horrível) filme Cats. Em seguida, você pode comparar com a versão original.

Disney+ e censuras

Goste ou não, a Disney+ tem sido extremamente cuidadosa com os conteúdos que exibe. A plataforma resolveu avisar, por exemplo, quando suas produções podem conter algum tipo de preconceito racial devido às diferenças de época e também já chegou a tirar a voz de Michael Jackson de um episódio dos Simpsons.

O serviço de streaming deve chegar ao Brasil em Novembro de 2020.