Debbie Harry (Blondie)
Foto por Claire Rothstein, via ES Magazine
 

Debbie Harry é uma das mulheres mais icônicas da indústria do entretenimento. A líder do Blondie marcou uma geração e, até hoje, conquista novos fãs por todo o planeta com seu talento e carisma.

Em entrevista recente à ES Magazine (via Daily Mail), ela revelou muitos detalhes de sua vida com sua habitual sinceridade. Um dos assuntos que ela abordou foi, claro, o uso de drogas — e chegou a se comparar com a saudosa Amy Winehouse, cujo nome ela não conseguia lembrar:

Eu não usava drogas quando estava trabalhando, então quando eu estava trabalhando eu não estava usando drogas. Não é como se eu fosse, qual o nome dela mesmo? Aquela que não queria ir pra reabilitação…

A grande surpresa, no entanto, veio quando ela falou sobre o motivo de ter largado as substâncias. Segundo elas, foi a dificuldade em consegui-las que a fez parar:

Drogas são uma coisa engraçada. O que me fez parar de usá-las foi ter que adquirí-las e como isso era trabalhoso. Era meio que uma ocupação em tempo integral e uma perda de tempo. Passou a ser desagradável. Felizmente pra mim eu fui capaz de lidar com a abstinência.

Debbie Harry

No ano passado, Debbie lançou a sua primeira autobiografia. Face It: A Memoir by Debbie Harry chegou às lojas em Outubro e está disponível para compra inclusive no Brasil, pela Amazon, mas em inglês.

São 304 páginas com histórias da irreverente cantora, inclusive um relato sobre o “pênis notório” de David Bowie. Segundo o livro, o músico teria exibido o membro como uma forma de “agradecimento” por ela ter lhe fornecido cocaína.

 
 
Compartilhar