Duda Brack
Crédito: divulgação
 

A cantora gaúcha radicada no Rio de Janeiro Duda Brack lançou nas principais plataformas de streaming, através dos selos Matogrosso e Alá, com distribuição da Altafonte, o clipe para a canção “Pedalada”.

O vídeo, roteirizado e dirigido pela própria artista com a colaboração de sua mãe, Ana Campos, e da irmã Rebeca, é protagonizado pelo ator global Gabriel Leone e traz ainda a participação especial de Alice Caymmi.

Esta é a primeira música a ser disponibilizada do novo álbum de Duda, que tem previsão de lançamento para Junho. O disco é uma aposta do cantor Ney Matogrosso, que adorou Duda depois de assistir sua performance no projeto “Primavera nos dentes”, quando ela cantou o repertório dos Secos & Molhados.

“Tudo isso vai muito além do que sair pelo selo do Ney. Foi criada entre nós uma relação de troca artística e humana cheia de afeto. Acho que a gente se vê um no outro. É surpreendentemente incrível cada dia, cada instante ao lado dele”, conta Duda.

Vulgo Bonança

Vulgo Bonança
foto: divulgação

O grupo cearense Vulgo Bonança disponibilizou nas plataformas digitais seu novo single, “Mãos Atadas”. Anteriormente, a banda havia lançado o EP com três músicas Penumbra, após estrear com a faixa “Depois da Tempestade”.

A formação do grupo é composta por Willian Vlad (voz e guitarra), Janaína Mara (voz), Everton Tomé (baixo), Jane Raquel (teclado) e Gabriel Lima (bateria).

Lllucas

Lllucas
foto: divulgação

O duo Lllucas lançou no YouTube o clipe para a música “Meias Novas Esquentam Mais do Que Abraços”, que fará parte do EP KIT/processo. O vídeo foi realizado pela Lombada Filmes e mostra o cotidiano de um grupo de jovens.

O projeto trata de temáticas que dialogam com a solidão do indivíduo suburbano e a liquidez das relações pós modernas.

“Meias Novas Esquentam Mais do que Abraços deve ser compreendida tão veloz quanto os acontecimentos urbanos e cotidianos de alguém que caminha sozinho pela cidade. Assim como um curta-metragem, a letra é construída a partir de blocos que, por fim criam uma cena, com um desfecho tão tragicômico quanto poderia ser”, comenta Lucas, compositor da faixa.

Black Mantra

Black Mantra
foto: Marcos Bacon

O grupo paulistano de instrumental Black Mantra lançou nas plataformas de música seu segundo álbum de estúdio, VXNTX VXNTX. O disco apresenta 13 faixas e todas foram produzidas pela banda junto com BNegão.

“Neste trabalho queremos entrar nas pistas de dança. Esse é o lugar que gostamos de estar e tocar. A cultura do DJ e dos bailes é muito forte pra gente. Por isso, tivemos uma preocupação maior em dialogar com as discotecagens e com as nossas influências brasileiras. Trouxemos bateria e baixo funk, teclados hip hop, metaleira reggae e encontramos inspiração em outros ritmos como tecno-brega e carimbó, atualizando o nosso próprio repertório”, diz a banda.

Com influências do funk e soul setentista, o álbum é carregado de referências como James Brown, Maceo Parker, Fred Wesley e The JBs.

A formação da Black Mantra é composta por Leonardo Marques (bateria), Caio Leite (baixo), Kiko Bonato (teclados), Igor Thomaz (saxofone barítono), Pedro Vithor (saxofone tenor), Doug Felicio (trombone) e Felippe Pipepta (trompete).

Astralplane

Astralplane
foto: Rafael Galvão

Como prévia de seu próximo álbum, a banda soteropolitana Astralplane, através do selo paulistano Cavaca Records, divulgou na internet a canção “Passos”.

No ano passado, o grupo lançou os singles “Mirage”, “Um Solto no Outro” e “Recado”, depois de estrear em 2017 com o disco Redevout.