Foto por Stephanie Hahne/TMDQA!
 

Chamar essa notícia boa do dia de apenas “boa” é muito pouco.

O icônico Montreux Jazz Festival disponibilizou um código para os fãs de música se deliciarem com um catálogo de 50 shows completos que ocorreram em várias edições do evento. O acesso ocorre por meio da plataforma Qello, disponível em diversos dispositivos.

Em comunicado, a organização avisa que está adiamento o anúncio de line-up da edição deste ano e avisa (via CoS):

Durante este tempo sem precedentes, fãs terão a chance de viver icônicas performances de alguns dos seus artistas preferidos direto de suas salas, incluindo shows raros do ‘Padrinho do Soul’ James Brown, que tocou no Montreux Jazz Festival em 1981, e a lendária Nina Simone em 1976. Fãs também poderão aproveitar a performance do Live in Montreux de Johnny Cash de 1994, assim como o show eletrizante do grupo que quebrou padrões do hip-hop, RUN DMC, em 2001.

Veja o Tweet original abaixo e as informações de acesso.

Montreux Jazz Festival

Para ter acesso à plataforma, é bem simples. Basta acessar a página do festival e seguir as instruções (em inglês) ou se registrar diretamente no Qello usando o link fornecido pelo Montreux.

Então, a página da plataforma te pede um código de registro, que é esse aqui: FREEMJF1M. É só copiar e colar, cadastrar um e-mail e senha e se divertir. Você pode ajudar a busca para acessar todo o catálogo do Qello ou, diretamente por este link, obter uma “lista” dos shows de Montreux.

Notícia boa do dia

Em tempos de coronavírus, nós do TMDQA! acreditamos que é necessário dar pelo menos uma notícia boa por dia e ajudar na quarentena dos nossos (responsáveis!) leitores.

Recentemente, compartilhamos por aqui nessa intenção uma lista de museus que permitem visitais virtuais. São mais de 500 opções, incluindo alguns dos maiores acervos do mundo como o Musée d’Orsay (Paris) e o MoMA (Nova York). Além disso, também te contamos sobre a reabertura de um cinema na China após o surto da COVID-19 e ensinamos a “visitar” parques da Disney sem sair de casa.

LEIA TAMBÉM: Fender oferece aulas de guitarra grátis na quarentena