Paul Stanley, do KISS
Foto de Paul Stanley via Shutterstock
 

Paul Stanley, vocalista e guitarrista do KISS, tem sido um dos nomes mais conscientes quando o assunto é coronavírus.

O músico tem usado sua voz para fazer apelos como “a distância social é o mínimo, fique em casa” e voltou a tocar no assunto hoje. Claramente perdendo a paciência com aqueles que não estão fazendo sua parte, Stanley falou no Twitter (via Whiplash):

Os palhaços ‘especialistas’ autodidatas da internet são tão perigosos quanto esse vírus. Aqueles que não obedecem & apoiam o que os oficiais de saúde estão pedindo DE FORMA UNÂNIME receberiam justiça sendo aqueles atingidos de forma mais severa. As pessoas que estão fazendo tudo que podem para se salvar estão sendo comprometidas por idiotas.

Em outra publicação, disponível logo abaixo, ele reforçou a importância de não descrever a COVID-19 como uma “gripezinha”:

NÃO Pessoal… Essa NÃO é só mais uma gripe. TODO MUNDO que minimizou a extensão, ferocidade e taxa de contágio da COVID-19 tem sido provado ERRADO um por um. Quanto mais tempo você leva para controlar, maior o risco para você e mais importante ainda para as pessoas que estão tentando controlar isso.

Paul Stanley

Além de Paul, quem também tem dado exemplo na quarentena é seu pai. Com quase 100 anos de idade, o progenitor está mantendo uma rotina de exercícios dentro de casa e respeitando as orientações de órgãos de saúde, em especial a OMS.

Esses trabalhadores da área também são lembrados pelo frontman do KISS, que pediu em outro Tweet:

No Meio Dessa Pandemia Não Vamos Esquecer De Rezar E Ter Uma Apreciação ENORME Por Todos Os Médicos E Funcionários De Hospitais Que Estão Arriscando E Comprometendo Sua Própria Vida E Segurança Por Nós. OBRIGADO E QUE DEUS ABENÇOE TODOS VOCÊS.

A banda tem uma turnê marcada por aqui em Maio e, até agora, nada foi dito sobre um possível adiamento ou cancelamento dos shows.

Coronavírus no Brasil

Neste momento, o Brasil já contabiliza mais de 2.500 casos confirmados e pelo menos 63 mortos pelo vírus.

Vários eventos, como shows e festas, estão sendo adiados ou cancelados como recomendação dos governos de cada Estado. As organizações de saúde também pedem para que a população fique em casa o máximo possível para evitar a contaminação em massa.

O fim do caos só depende de nós. Se puder, fique em casa!