Bruce Dickinson e Rob Halford
Fotos via Wikimedia Commons
 

Recentemente, Bruce Dickinson aproveitou uma oportunidade de dar uma cutucada em alguns colegas de profissão.

Como contou a Blabbermouth, o vocalista do Iron Maiden criticou o uso de telepontos — ou teleprompters, como são comumente chamados — por cantores de Rock. A técnica, muito comum na televisão, vem sendo usada por nomes como Rob Halford (Judas Priest) e Ozzy Osbourne há alguns anos. Ele falou:

Eu não uso uma cola no palco. Um monte de vocalistas hoje em dia, eles só têm as palavras lá: ‘Breaking the law, breaking the law, breaking the law, breaking the law, breaking the law, breaking the law, breaking the law.’ Breaking o quê? ‘Breaking the law. Breaking the law.’

Confira no vídeo a seguir um trecho da apresentação de Dickinson no dia 6 de Março, a seguir. A fala sobre a “cola” de Halford vem aos 0:55.

Bruce Dickinson e a raiva com telepontos

A raiva de Dickinson com os telepontos não é de hoje. Ainda segundo a Blabbermouth, ele já havia criticado o uso das “colas” em uma entrevista com o The Guardian em 2014.

Mas até antes disso, em 2005, Bruce causou problemas para o Iron Maiden por conta dessa chateação: quando a banda se apresentou no Ozzfest, a esposa de Ozzy Osbourne e organizadora do festival, Sharon Osbourne, cortou o som do evento pelo menos três vezes durante o show do Maiden na Califórnia — última parada daquela turnê.

O motivo? Bruce Dickinson estaria “falando merda da minha família, noite após noite”, sendo “desrespeitoso” ao lendário vocalista do Black Sabbath dizendo que “não precisamos de um teleponto [como o Ozzy]”.