Jerry Lee Lewis em 2020
Foto por David McClister (via Rolling Stone)
   

Um dos nomes mais importantes na história do Rock and Roll é o de Jerry Lee Lewis.

Responsável por hits que deram início ao gênero como “Whole Lotta Shakin’ Goin’ On” e “Great Balls of Fire”, o pianista e cantor teve um AVC em Fevereiro do ano passado que parecia ter encerrado sua carreira de vez.

Sem conseguir mexer a mão direita, Jerry havia aceitado que nunca mais tocaria piano. Ainda assim, resolveu marcar uma sessão em um estúdio para tentar fazer música, mesmo sem saber o que aconteceria por lá. Ele havia pedido repetidas vezes ao produtor T-Bone Burnett que tirasse o piano da sala; felizmente, o cara não obedeceu. E o que ocorreu foi uma surpresa não apenas para os dois, mas para todos os presentes.

Segundo um relato do próprio Lewis (via Rolling Stone), sua mão simplesmente começou a funcionar:

Eu não conseguia acreditar, eu não conseguia acreditar. Eu nunca havia vivido algo como isso. Eu estava lá, tocando piano com minha mão direita. Eu achei que nunca tocaria novamente.

Ele diz, no entanto, que o período pós-AVC foi “muito desafiador”. Citando que lhe restava apenas “rezar e tentar voltar ao caminho certo”, ele se vê em uma situação bem melhor agora e, segundo sua esposa Judith, está com a melhor saúde dos últimos cinco ou seis anos.

Abaixo, você pode ler a entrevista original que o músico de 84 anos de idade concedeu à revista, em inglês.

Jerry Lee Lewis e planos para o futuro

Posted by Jerry Lee Lewis on Wednesday, February 19, 2020

Além do novo álbum, que não tem data para ser lançado mas inclui basicamente músicas gospel que remetem à infância do músico, Jerry Lee Lewis tem outro grande objetivo para sua vida: entrar no Hall da Fama do Country.

Ele teve uma dúzia de hits no Top 10 do gênero, incluindo músicas como “What Made Milwaukee Famous (Has Made a Loser Out of Me)”. No entanto, um episódio em 1973 onde tocou no famoso Grand Ole Opry, em Nashville, uma das cidades mais importantes do gênero, pode ser um empecilho.

Por lá, ele supostamente desistiu de tocar músicas country e tocou um monte de Rock and Roll. Além disso, teria xingado ao vivo e ultrapassado seu limite de tempo. Ele diz, sobre isso, que “pode ter feito” e que era “bem selvagem naquela época”. Mas reforça que duvida ter dito isso: “não soa como eu”. Sua equipe garante que ele não falou!

 
 
Compartilhar