Orfeu Negro

Em 1959 o diretor francês Marcel Camus lançou a sua obra prima. Orfeu Negro tratava de temas relacionados ao Brasil e, por isso, foi filmado em nossas terras e estrelado por Breno Mello, ator e jogador de futebol brasileiro — ainda que ele tenha contracenado com Marpessa Dawn, francesa nascida nos Estados Unidos.

O longa era baseado na peça Orfeu da Conceição, de Vinícius de Moraes, que por sua vez se tratava de uma releitura da história mitológica de Orfeu e Eurídice dentro do contexto do Rio de Janeiro, durante o Carnaval. Substituindo a lira por um violão, a história cheia de magia e emoção se viu aclamada ao redor do mundo.

A importância de Orfeu Negro e uma trilha sonora incrível

A influência da obra de Vinícius se traduziu além das imagens. A trilha sonora capturou a essência carioca e gerou duas das mais belas canções do cinema brasileiro, “A Felicidade” (de Tom Jobim) e “Manhã de Carnaval”, de Luiz Bonfá, que é a quinta música mais gravada da história no Brasil.

Continua após o vídeo

No entanto, o impacto foi além das nossas terras. O artista americano Jean-Michel Basquiat citou Orfeu Negro como uma de suas primeiras inspirações; o ex-presidente americano Barack Obama também afirmou que o filme era o preferido de sua mãe. Mas ele não compartilhou de seus gostos, dizendo:

Eu repentinamente percebi que a retratação dos negros infantilizados que eu estava vendo na tela, a imagem reversa dos negros selvagens de [Joseph] Conrad, era o que a minha mãe havia carregado consigo ao Havaí todos aqueles anos antes. Um reflexo das fantasias simples que eram proibidas a uma menina branca de classe média do Kansas, a promessa de outra vida: quente, sensual, exótica, diferente.

Premiação no Oscar de 1960

O sucesso mundial rendeu à película uma indicação ao Oscar do ano seguinte como Melhor Filme Estrangeiro. A questão é que a premiação classificou o filme, que foi co-produzido por França, Brasil e Itália, como apenas francês.

E a repercussão negativa dessa decisão se tornou ainda maior quando Orfeu Negro foi anunciado como vencedor da categoria: um filme em português, gravado no Brasil, filmado no Brasil e com um ator principal brasileiro foi premiado como uma produção francesa.

Abaixo, é possível assistir a um belo trailer do longa remasterizado em HD.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!