Liam Gallagher e Gene Gallagher
Foto: NME
 

Dá só uma olhada nessa história lamentável envolvendo jovens ligados a Oasis e The Beatles, gigantes do rock britânico.

Gene Gallagher, filho de Liam Gallagher, e Sonny Starkey, neto de Ringo Starr, estiveram em um tribunal de Londres para dizer que não são culpados das acusações que sofreram nos últimos dias junto com um amigo, o modelo Noah Ponte.

Tanto Gene quanto Sonny estão nos seus 18 anos de idade e, de acordo com relatos de funcionários, causaram confusão em uma loja da rede de mercados TESCO, em Londres, após serem proibidos de comprarem bebida alcoólica, já que a lei não permite a venda após as 11 da noite e já era quase meia-noite.

De acordo com as acusações, eles ainda teriam tentado sair do mercado com a bebida de qualquer forma (sem pagar) e quando foram parados por um funcionário, passaram a agredi-lo, entrando em uma confusão que resultou em alguns cortes e pequenas lesões.

Violência e Racismo

Além das acusações de agressão e desordem sofridas pelos dois, o amigo de Gene e Sonny, Noah, ainda foi acusado de racismo, já que teria gritado com o funcionário dizendo:

Seus malditos indianos. Voltem para o lugar de onde vieram. Vocês não são bem-vindos aqui.

Audiência

Na primeira audiência, o neto de Ringo Starr foi acompanhado de seu pai, Jason Starkey (não confundir com Zak Starkey, também baterista), e o filho de Liam esteve com seu tio, o fundador e líder do The Prodigy, Liam Howlett.

Todos eles disseram que são inocentes e o julgamento deve acontecer no dia 09 de Março.