Kirk Hammett, do Metallica
Foto via Wikimedia Commons
Ouça playlist com clássicos do Rock!  

Kirk Hammett não está muito feliz com a seleção deste ano para o Hall da Fama do Rock and Roll.

Em entrevista, o guitarrista do Metallica comentou a ausência do Motörhead e do Thin Lizzy na turma de 2020. As bandas estavam concorrendo à indução e acabaram não entrando para o corte, que também ignorou nomes como Soundgarden.

Na conversa com o podcast Let There Be Talk, Hammett disse (via Louder Sound):

Eu realmente acho que quando coisas assim acontecem, pode ser uma coisa de geração, onde talvez algumas pessoas mais velhas simplesmente não entendam. Eles simplesmente não entendem. Eles não vêem a gama de influência, o impacto e a inspiração que certas bandas têm.

Eles não ouvem, porque talvez façam parte de uma geração diferente e foram ensinados que os vocais cantados dessa maneira são ruins. Mas não são, são apenas outro tipo de vocal. E eles acreditam que discos como estes não têm mérito. Alguns dos álbuns do Motörhead são maravilhosamente crus.

Para esse tipo de pessoa, o Motörhead é um pouco amargo. E poderia ser um pouco melhor compreendido. Eu acho que esse é o problema — é apenas uma coisa geracional.

Não gosto de dizer isso porque acho que se a música for boa, ela transcenderá gerações. Mas então, em certos momentos, as pessoas ficam fechadas desde o início, por algum motivo. É apenas uma daquelas coisas que simplesmente acontece.

Já ao falar sobre o Thin Lizzy, Kirk declarou:

Eles tiveram uma influência tão grande em mim e em todos os meus amigos — e todas as bandas que surgiram ao mesmo tempo em que surgimos — e ainda não estão no Hall da Fama do Rock and Roll! Novamente, talvez seja um problema de geração, eu não sei.

Confira a lista completa de induzidos para o Hall da Fama por aqui.

Metallica

Vale lembrar que a banda de Kirk Hammett volta ao Brasil neste ano, acompanhada do Greta Van Fleet. Saiba mais clicando aqui.