Sting em 2003
Foto de Sting via Shutterstock
 

As cinebiografias da música estão em alta agora, mas não espere a presença de Sting nesta onda.

O músico falou sobre a possibilidade de aprovar um filme sobre sua trajetória com o The Police e solo, e a resposta é: “nem pensar”.

Quando o Hollywood Reporter o questionou sobre um longa como Bohemian Rhapsody (2018), do Queen, ou Rocketman (2019), de Elton John, o músico foi categórico. Leia (via Blitz):

Nem pensar. Não estou interessado. Estou contando minha história de forma artística.

Ele ainda continuou falando sobre The Last Ship, sua peça que está atualmente em cartaz em Los Angeles. O espetáculo é inspirado na vida do artista e conta com ele atuando como um capataz de um navio.

[A peça ‘The Last Ship’] é uma metáfora. A história é sobre mim. Nesta peça, eu estou presente de muitas formas — provavelmente mais do que gostaria. Mas a personagem que represento é inspirada por pessoas como o meu pai, os meus tios, pessoas com quem cresci. Quis fazer dessa forma em vez de contar a história da minha vida, que ainda não acabou.

Justo, não?

Sting

Seu último disco de estúdio é My Songs, lançado em 2019. O álbum conta com versões retrabalhadas de músicas já lançadas.

LEIA TAMBÉM: Oysterhead (The Police, Primus) anuncia shows de reunião; saiba mais

 
 
Compartilhar