Neil Peart recebe prêmio em 2012
Foto de Neil Peart via Shutterstock
 

Uma notícia bastante triste surgiu nos últimos dias após a morte do grande Neil Peart, mas parece que não é bem assim.

O guitarrista e vocalista do Godsmack, Sully Erna, afirmou que o baterista do Rush estava em uma cadeira de rodas e já não conseguia mais falar nos últimos meses que antecederam seu falecimento.

Agora, uma amiga de longa data da banda rebateu os comentários e esclareceu alguns pontos. Donna Halper foi a responsável por descobrir o Rush lá em 1974, enquanto trabalhava em uma rádio.

Usando o Twitter, Donna afirmou que Peart estava conseguindo falar “quase até o fim”, e se mostrou irritada com as declarações de Erna.

É triste dizer isso, mas existem alguns rumores sobre os últimos meses de Neil Peart circulando nas redes sociais. A grande maioria é incorreta. Quanto a mim, prefiro me lembrar de Neil como ele era e quero respeitar a privacidade de sua família durante esse período difícil.

Respondendo a um tweet de um fã, ela continuou:

Normalmente, eu ficaria em silêncio e deixaria as pessoas dizerem o que querem dizer, mas isso é diferente. Minha amizade com o Rush é algo que levo muito a sério, e defenderei a verdade o máximo que puder. É o mínimo que posso fazer.

Mas terminou do jeito que ele queria, cercado por sua família e melhores amigos. (A propósito, ele conseguia falar quase até o fim, pelo que me disseram). De qualquer forma, lamento não haver cura para o tipo de câncer que ele teve. Que ele descanse em paz.

Possível último livro

Donna Halper ainda comentou a possibilidade de Neil Peart ter mantido um diário enquanto lutava contra a doença. Ela diz não sabe sobre a veracidade disso, mas acredita que, caso exista, o livro deve ser lançado nos próximos anos.

LEIA TAMBÉM: Rush: vendas de músicas crescem mais de 2.000% após morte de Neil Peart

 
Compartilhar