Francisco el Hombre
Foto: Divulgação
Ouça nova versão do disco ao vivo do Pink Floyd!  

Em 2019 a banda Francisco, el Hombre lançou o ótimo disco RASGACABEZA, se apresentou no Rock In Rio, divulgou incríveis clipes e muito mais. Mas, se você pensa que o ano após o lançamento de um álbum costuma ser de relaxamento para um grupo musical, está redondamente enganado. O ano mal começou e a Francisco já voltou com tudo!

Isto porque na última sexta (17) a banda já lançou single novo. Intitulada “MATILHA :: coleira ou cólera“, a canção veio acompanhada por um videoclipe oficial que mostra uma manifestação e um confronto entre policiais e o povo. É uma forma de dizer que, em tempos difíceis, é a união que vai conseguir bater de frente com os entraves.

Eles ainda organizaram um evento para a divulgação prévia do novo single no último dia 16, com direito a sessões de bate-papo e exibição exclusiva do clipe.

 

“Uma matilha pronta pra fortalecer a resistência”

A divulgação da faixa surgiu em meio a vários posts com viés político-social postados pela banda, citando nomes como Fernanda Montenegro, Paulo Paulino Guajajara e Marielle Franco. O posicionamento da banda segue a proposta de RASGACABEZA, incentivando resistência e incentivando a cultura. As publicações formam uma espécie de “retrospectiva” do ano de 2019 e de tudo que vem acontecendo no Brasil. De acordo com uma das postagens:

Tomamos muitos baques mas também fortalecemos a resistência, terminando de pé e comemorando algumas importantes vitórias. Vemos muita gente organizada e de cabeça erguida, desenhando um novo horizonte. A esperança está no ar. Em 2020 seguiremos na luta, juntes, como uma matilha pronta pra fortalecer a resistência.

No fim do ano passado, fizemos um texto falando sobre a resistência musical brasileira, e citamos o trabalho recente da Francisco.

View this post on Instagram

A eleição de Bolsonaro em 2018 foi um marco da desgraça. Lá em 2016 a gente não previa que alguém como “esse cara escroto” fosse virar presidente. De lá pra cá os versos dessa música só se provaram cada vez mais reais. A ascensão da violência com os discursos de ódio do governo foi assustadora, todos os dias ouvimos relatos de xenofobia, homofobia, transfobia, machismo e racismo… meses de medo. Medo de sair de casa, de ser quem é e de falar o que pensa, seja pra sua família, seja no Uber ou no trabalho. Mas 2019 mostrou que resistimos sim, e com cada vez mais gente: a queda de aprovação e o desgaste do (des)governo de Bolsonaro só provam que a resistência segue firme e forte. Em 2020 vamos fazer isso ser maior, seguimos cada vez mais unides. :: 'A matilha faz o chão tremer!'

A post shared by francisco, el hombre (@franciscoelhombreoficial) on

View this post on Instagram

Desde o golpe em 2016 temos vivenciado uma intensificação da violência, especialmente nos setores mais marginalizados do nosso continente (situação muito bem retratada pela @petracostal no documentário 'Democracia em Vertigem', indicado ao Oscar 2020). Além disso, ocorreram diversos assassinatos de lideranças políticas e movimentos sociais. O caso da vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada por milicianos com profundas ligações com o clã Bolsonaro, é um dos que mais repercute até hoje. “Quem mandou matar Marielle?”, "Quem estava na casa 58?" são as perguntas que ressoam por todos os cantos do Brasil. A matilha exige respostas e até lá seguiremos em luta. :: 'A Matilha não para'

A post shared by francisco, el hombre (@franciscoelhombreoficial) on

 
Compartilhar