Meat Loaf tocando guitarra
Foto por Ben Sutherland
   

Meat Loaf, renomado músico americano de hard rock, criou polêmica ao falar sobre Greta Thunberg.

Segundo o artista, a ativista adolescente de 17 anos teria sofrido uma “lavagem cerebral” para protestar contra as decisões climáticas dos governos mundiais. Ele ainda foi além, alegando que o aquecimento global não existe.

Em conversa com o Daily Mail (via Blabbermouth), o músico disse:

Eu sinto muito por essa Greta. Ela sofreu uma lavagem cerebral para pensar que existem mudanças climáticas quando elas não existem. Ela não fez nada de errado, mas foi forçada a pensar que o que ela está dizendo é verdade.

Politicamente, Meat Loaf é conhecido também por ter feito campanha para o republicano Mitt Romney em 2012, contra Barack Obama. O músico diz que já chegou a perder trabalhos por conta de sua “suposta” posição política — mas ele explica:

Não sou nem direita nem esquerda, e não tenho certeza se estou no centro. Eu tenho muitas opiniões voltadas para a esquerda e muitas voltadas para a direita, e isso realmente não me coloca no centro. Eu não sei o que isso me faz. Isso me torna um estranho.

Aquecimento global

Em 2013, um estudo da Environmental Research Letters mostrou que a maioria dos cientistas acredita na existência do aquecimento global, e também que ele está sendo causado pelos seres humanos.

Nesta semana, a Austrália está enfrentando o maior incêndio florestal de sua história, que já deixou 23 vítimas fatais e meio bilhão (!) de animais mortos.

LEIA TAMBÉM: Meat Loaf “adota” veganismo mas se recusa a mudar o nome para “Veg Loaf”

 
 
Compartilhar