Israel Rodrigo
 

O artista catarinense Israel Rodrigo lançou nas plataformas digitais o clipe para a canção “Sai da Frente”, a segunda da sua fase solo.

O vídeo, dirigido por Antonio Rossa e filmado por João Gabriel Dias, foi gravado pelas ruas de Florianópolis e conta com a participação da atriz Ingrid Silva.

“‘Sai da Frente’ é um misto de ressentimento/raiva/superação. A gente se liberta dos sentimentos ruins quando os transformamos em música. Só depois disso, livre de amarras, a vida anda pra frente”, afirma Israel sobre a música.

Anteriormente, o cantor havia lançado seu primeiro single, “Agora ou Nunca Mais”, e após o clipe disponibilizou mais um com “Amargo Demais”.

Zuana

O músico e compositor Mateus Zuanazzi, depois de uma temporada vivendo em Los Angeles, voltou ao Brasil para lançar o projeto solo Zuana e o clipe para o single de estreia “Breathe &”.

A letra da música foca no desafio em saber viver o presente e as oportunidades que podem ser perdidas quando não vivemos o “agora”.

A Balsa

A banda de indie rock A Balsa lançou o lyric video para o single “A Corda”, gravado em 2017 no estúdio Family Mob.

A letra discute sobre os padrões profissionais e cotidianos em contraponto às crenças e realizações pessoais.

Unabomber

A banda do underground carioca Unabomber lançou o clipe para a música “A Celebração da Peleja entre o Molotov e a Máquina”. A faixa faz parte do EP O Mal da Máquina Morre, que saiu neste ano.

O vídeo mostra imagens de arquivo da internet com a banda ao vivo como forma de expor os atuais conflitos entre o mercado, a produtividade e meio ambiente presentes na letra.

“É uma poesia política com metáforas. A máquina representa o sistema e o molotov é a consciência, de repente iluminada. O saber que se está dentro desse sistema e como ele funciona. A consciência, antes nas trevas, está incendiada, iluminada”, anuncia o grupo, formado pelos irmãos Sandro Luz (guitarra) e André Luz (vocais) junto com o baixista Alan Vieira e o baterista Paulo Stocco.

Heitor Vallim

Em 2016, o cantor Heitor Vallim começou sua carreira muito influenciado pelo folk americano e pela MPB. Hoje, a sonoridade do artista flerta bem mais com o soft e o indie rock.

O EP L.O.S.T, disponibilizado recentemente nas principais plataformas de streaming, é um reflexo dessa mudança. Composto por três faixas, o trabalho “é sobre essa sensação de estar andando com a maré, sem ter muito controle e constantemente se sentir perdido. Mesmo estando, muitas vezes, em casa”.

Entre as influências do EP, estão artistas como Bon Iver, Ben Howard, John Frusciante e Big Red Machine, assim como Lady Gaga e trilhas sonoras de filmes dos anos 1980.

“O novo EP mostra uma sonoridade completamente diferente dos outros trabalhos. Uma nova maneira de compor também foi adotada, onde experiências pessoais foram deixadas mais de lados e as letras se tornaram mais amplas”, revela Heitor Vallim, que também é surfista nas horas vagas.