Fernanda Montenegro em Vida Invisível Ancine
Divulgação
 

A Ancine protagonizou uma polêmica envolvendo o filme A Vida Invisível nos últimos dias.

Um evento que exibiria o longa, que foi inscrito no Oscar, para funcionários da própria agência foi cancelado. A exibição seria em prol da capacitação dos funcionários que trabalham no órgão responsável por pensar políticas públicas e por fiscalizar a indústria cinematográfica nacional.

Em comunicado interno, a empresa alegou problemas técnicos na sala de projeção. Em condição de anonimato, porém, funcionários informaram que não havia nenhuma problema com o projetor que seria usado.

Polêmicas

Neste ano, o atual secretário de Cultura, Roberto Alvim, hostilizou Fernanda Montenegro, uma das atrizes de A Vida Invisível. Alvim a xingou de “podre e mentirosa” após ver uma foto onde Fernanda aparece vestida de bruxa e em cima de uma fogueira de livros.

Em novembro deste ano, mais de 100 pôsteres de filmes nacionais foram retirados de prédios da Ancine e levados para um depósito no centro do Rio de Janeiro. Os pôsteres também foram apagados do site oficial da agência.

Em comunicado, o órgão negou que a ação tenha sido censura por conta do governo Jair Bolsonaro, mas Gregório Duvivier, também presente no filme, pensa diferente: