Phil Anselmo e Dimebag Darrell (Pantera)
Reprodução/YouTube
 

O último domingo marcou os 15 anos da morte de Dimebag Darrell, icônico guitarrista do Pantera. Quem se pronunciou durante a data foi Phil Anselmo, grande amigo e colega de banda do músico.

Em conversa com a Rolling Stone, Anselmo declarou que ainda não superou a morte de Darrell, o chamando também de “guerreiro”.

A maneira como ele se foi… usar a palavra “assassinato” é sempre uma coisa gritante, fria e hedionda. Nada dessa merda fica mais fácil para mim. Na verdade, está cada vez mais difícil.

Ele continua:

Eu não vejo o sentido. Não tenho essa atitude de que tudo acontece por uma razão. Este ano é o mais difícil até agora. Mas quando penso em Dimebag, 99% das vezes, são sempre momentos hilário e, em seguida, 1% das vezes são momentos lamentáveis da minha parte. Penso no Dime todos os dias da minha vida.

Phil Anselmo ainda relembrou os primeiros anos do Pantera, quando Dimebad Darrell usava outro nome no palco.

Quando entrei para a banda, ele se apresentava como ‘Diamond Darrell’. Eu estava sempre no processo de transformar a banda no que nos tornamos, controlando o toca-fitas e transformando os caras no Mercyful Fate, Slayer e coisas assim. Depois de um tempo, eu fiquei tipo, ‘Essa merda de ‘diamante’ não vai mais funcionar. Irmão, você deveria mudar essa merda para ‘Dimebag’, e o olhar no rosto dele não teve preço, porque eu poderia dizer que ele amou logo de cara.

Dimebag Darrell

Darrell Lance Abbott foi assassinado enquanto tocava com o Damageplan, sua banda pós-Pantera, no dia 8 de dezembro de 2008. Ele tinha 38 anos.