Black Mantra e BNegão
Foto: Marcos Bacon
Ouça a nova música de Juliah!    

As incríveis canções da chamada fase Racional do Tim Maia acabam de ganhar uma versão pra lá de especial.

A banda Black Mantra vem fazendo shows especiais em comemoração a estes trabalhos ao lado do lendário BNegão nos últimos dois anos. Agora, registros inéditos feitos em estúdio mostram um pouco dessa parceria bem-sucedida.

O Estúdio Ekord, em São Paulo, teve a sorte de receber essas sessões. Os vídeos de Mateus Brandão foram gravados em um só take, feitos em plano-sequência. Guilherme Queiroz foi responsável pela captação de áudio e a mixagem é de Guilherme Chiappetta.

Com versões de “Imunização Racional (Que Beleza)”, “Guiné-Bissau, Moçambique e Angola Racional” e “O Caminho do Bem”, os três vídeos trazem um gosto do que foram as mais de 20 apresentações dessa união. Segundo o baixista Caio Leite, do Black Mantra, as performances seguem sendo aprimoradas:

O repertório passou por algumas modificações, como a inclusão de “Ela Partiu” – música que não está nos discos, mas faz parte da fase Racional. Também percebemos que valeria a pena ter algumas canções do BNegão no show e adaptamos “Funk Até o Caroço” para o groove da “No Caminho do Bem”. Esses paralelos entre as músicas do Tim e composições recentes também são feitos com as citações de letras do Planet Hemp que o B faz.

O baterista Leandro Marques ainda complementa, explicando que a conexão traz “verdadeiras sessões de “musicoterapia”, conexão direta entre público e o palco”. Para entender melhor, assista aos vídeos a seguir!

Black Mantra, BNegão e Tim Maia Racional

A união tem aproximado cada vez mais a banda do rapper. Segundo Caio:

Essa parceria entre a banda, BNegão e a equipe que nos acompanha é incrível e tem contribuído para uma evolução absurda nossa. Os clipes são um registro desse momento.

Por isso, BNegão está coproduzindo junto dos integrantes o próximo disco do Black Mantra, previsto para o primeiro semestre de 2020. Já sobre os shows em homenagem a Tim Maia, o membro do Planet Hemp afirma que a vontade é de “fazer “eternamente” esse show, porque nunca é chato, sempre é revigorante e surpreendente”.

   
Compartilhar