Ian Watkins (Lostprophets)
 

Ian Watkins, ex-vocalista do Lostprophets, está em julgamento mais uma vez.

O músico foi preso por vários crimes sexuais envolvendo crianças em 2013 e recebeu uma sentença de 35 anos na cadeia. Agora, voltou a ser acusado, dessa vez após ter sido pego com um celular escondido no seu… ânus.

Watkins, que está preso na prisão de segurança máxima de Wakefield, na Inglaterra, se disse inocente em Março de 2018 na corte. Uma mulher que manteve contato com ele, entretanto, o denunciou, e o julgamento continua.

Stephen Wood, promotor que está cuidando do caso, revelou que o celular era da marca GT-Star, na cor branca, com 8 centímetros de comprimento. Ele descreveu o momento em que os oficiais descobriram o aparelho:

Ele colocou a mão em sua cueca, na direção do ânus. Depois de aproximadamente 10 segundos, o prisioneiro retirou um telefone branco pequeno. Entende-se que ele o retirou do próprio ânus.

Ainda segundo Wood, o criminoso alegou estar sendo forçado a manter o celular, já que outros prisioneiros o estariam extorquindo. Com o aparelho, ele mantinha contato com “groupies” que o enviavam dinheiro.

Uma delas, Gabriella Persson, foi quem informou as autoridades sobre a posse do celular. A mulher alegou que namorou com o músico aos 19 anos, e cortou contato em 2012. Em 2016, ela voltou a contactá-lo através de cartas, telefonemas e e-mails, enviados da cadeia.

A nova sentença de Ian por conta desse caso ainda não saiu.

 
Compartilhar