Tarantino, Once Upon a Time in Hollywood, Pedowood
Foto via Variety
   

Um cartaz de Era Uma Vez em… Hollywood, novo filme de Quentin Tarantino, foi vandalizado para apontar uma grande polêmica na indústria do cinema.

O outdoor em Los Angeles teve alterações feitas por um artista de rua chamado Sabo, onde o título do filme virou Era Uma Vez em… Pedowood. Os rostos dos protagonistas Brad Pitt e Leonardo DiCaprio foram substituídos pelos diretores Roman Polanski e Jeffrey Epstein. Em outra versão, Woody Allen também aparece.

Os três diretores têm acusações de má conduta sexual na conta, as quais envolvem menores de idade. Allen é acusado de molestar a própria filha, Dylan Farrow, aos 7 anos de idade; Epstein está atualmente preso por tráfico sexual; já Polanski foi preso em 1977 por drogar e estuprar uma garota de apenas 13 anos de idade.

Tarantino ou qualquer um envolvido na produção do longa ainda não se pronunciou até o momento desta publicação. Era Uma Vez em… Hollywood chega aos cinemas brasileiros no dia 15 de Agosto.

Sabo

Essa não é a primeira vez que o artista altera pôsteres para dar destaque aos crimes sexuais ocorridos em Hollywood.

Durante a divulgação do filme The Post – A Guerra Secreta (2017), Sabo escreveu “ela sabia” ao lado do rosto de Meryl Streep, a acusando de estar ciente de todo o abuso praticado pelo empresário Harvey Weinstein.